IMUNIZAÇÃO

Toda população adulta de Pernambuco será vacinada até setembro, diz secretário estadual de Saúde

A declaração foi feita durante audiência pública nessa terça-feira (29)

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 30/06/2021 às 11:50
Notícia
HÉLIA SCHEPPA/SEI
Secretário estadual de Saúde, André Longo, participou de audiência pública promovida pela Alepe - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

Toda a população adulta de Pernambuco receberá pelo menos a primeira dose da vacina contra covid-19 até setembro, informou o secretário de Saúde do Estado, André Longo, em audiência pública realizada nessa terça-feira (29) pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Ainda segundo ele, se os lotes previstos de vacinas aterrissarem em solo pernambucano antes dos prazos pré-estabelecidos, o cronograma poderá ser adiantado. “Essa é a projeção se a entrega de vacinas ocorrer como se espera. Se houver aceleração, podemos antecipar esses prazos”, explicou.

Leia mais:

Recife reduz idade da vacinação contra covid-19 para trabalhadores da indústria e construção civil

Polícia Federal apura sumiço de vacinas contra covid-19 em cidade do Agreste de Pernambuco

João Campos reduz faixa de idade para vacinação contra covid-19 de dois públicos prioritários no Recife

Também na audiência pública, que contou com a prestação de contas do Governo do Estado sobre as ações de combate à pandemia nos primeiros quatro meses de 2021, foi discutida a possibilidade de garçons e entregadores de comida terem prioridade na fila da vacinação. O deputado Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) iniciou o debate, alegando que a imunização de tais profissionais protegeria não apenas os trabalhadores. “Isso não protegeria só eles, mas também os seus clientes. E seria importante para os entregadores, que são bem mais jovens e, por isso, ainda não foram vacinados”, argumentou. 

Longo, no entanto, adiantou que a Secretaria não pode alterar as prioridades definidas pela câmara técnica do Plano Nacional de Imunização (PNI), vinculada ao Ministério da Saúde. “Os argumentos para priorizar essas categorias e outras, como os bancários, são bastante lógicos. Mas temos vários municípios respondendo a processos nos órgãos de controle por atender a categorias que não estavam no plano”.

Balanço da vacinação

Pernambuco recebeu do Ministério da Saúde o primeiro lote de vacinas contra o novo coronavírus em 18 de janeiro, e até esta terça-feira (29) já tinha aplicado 4.139.949 doses do imunizante. Desse total, 1.095.792 pernambucanos completaram seus esquemas vacinais, sendo 1.067.602 pessoas que foram vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outros 28.190 pernambucanos que foram contemplados com vacina aplicada em dose única (Janssen).

Leia mais:

Vacina Covaxin virou 'tóxica' para o governo Bolsonaro

Governo Bolsonaro pediu propina de US$ 1 por dose de vacina contra covid-19, diz jornal

Vacinação contra a covid-19 deverá impulsionar matrículas no ensino superior privado, diz estudo

Em relação às primeiras doses, foram feitas aplicações em 305.836 trabalhadores de saúde; 26.073 povos indígenas aldeados; 43.367 em comunidades quilombolas; 7.700 idosos em Instituições de Longa Permanência; 666.213 idosos de 60 a 69 anos; 602.957 idosos de 70 e mais; 1.554 pessoas com deficiência institucionalizadas; 385.973 pessoas com comorbidades; 29.154 pessoas com deficiência permanente; 54.191 gestantes e puérperas; 294.178 trabalhadores de serviços essenciais; 1.006 pessoas em situação de rua; 6.774 pessoas privadas de liberdade, além de 619.181 pessoas de 18 a 59 anos, contabilizando 3.044.157 aplicações. 

Já em relação às segundas doses, foram beneficiados 220.488 trabalhadores de saúde; 25.702 povos indígenas aldeados; 9.218 em comunidades quilombolas; 5.771 idosos institucionalizados; 306.839 idosos de 60 a 69 anos; 491.193 idosos de 70 e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas; 1.739 pessoas com comorbidades; 5.471 trabalhadores de serviços essenciais; totalizando 1.067.602 pessoas.

Enquanto isso, 666 idosos de 60 a 69 anos; 73 idosos de 70 anos e mais; 190 pessoas com comorbidades; 27 pessoas com deficiência permanente; 4.155 trabalhadores de serviços essenciais; 15 pessoas em situação de rua, além de 23.064 pessoas de 18 a 59 anos receberam dose única da vacina. 

FABIO POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
Algumas cidades pernambucanas já estão imunizando moradores locais que possuem 30 anos ou menos - FOTO:FABIO POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

Comentários

Últimas notícias