COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

Covid-19: Tripulantes filipinos são os primeiros casos importados da variante Delta detectados em Pernambuco

Anúncio foi feito em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, dia 14

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 14/07/2021 às 17:18
Notícia
HÉLIA SCHEPPA/SEI
A entrevista conta com a presença do secretário estadual de Saúde, André Longo e da secretária executiva de Desenvolvimento econômico, Ana Paula Vilaça. - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

Em coletiva de imprensa desta quarta-feira (14), o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, anunciou que resultados das análises genômicas de amostras de dois tripulantes do navio cargueiro Shoveler, atracado no Porto do Recife, detectaram a infecção pelo coronavírus decorrente da variante Delta, originária da Índia. A embarcação é de bandeira do Chipre. As amostras biológicas foram processadas no Instituto Aggeu Magalhães (IAM), unidade da Fiocruz em Pernambuco. "Ambos os pacientes (de 25 e 48 anos) estão estáveis, internados em enfermaria de unidade privada no Recife. O navio vinha da Suécia, com destino ao Paraná. Devido à contaminação da tripulação, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou a atracação, no dia 30 de junho, no Porto do Recife", informou André Longo.  

Leia também: Covid-19: variante brasileira passa a ser identificada como gama; confira os nomes das outras cepas a partir do alfabeto grego

O secretário ainda informou que, dos 27 profissionais de saúde que atenderam a tripulação, uma teve diagnóstico confirmado para a covid-19. Está isolada e assintomática. A amostra biológica da profissional também passará por sequenciamento genético para verificar a variante presente. Os contactantes próximos dela também estão sendo testados para reforçar o trabalho de vigilância. 

Estão em andamento a vigilância e o monitoramento dos 19 tripulantes. Entre eles, nove tiveram resultado positivo para covid-19. Além dos dois internados em enfermaria, um terceiro tripulante, de 49 anos, continua em leito de terapia intensiva (UTI). Os outros seis positivos para a covid-19 passam bem e estão isolados no navio, sendo monitorados, assim como os 10 tripulantes que testaram negativo para a doença. As amostras biológicas de sete casos positivos não estavam nas condições viáveis para o trabalho de sequenciamento, pois não apresentavam grau ideal de virulência para esse tipo de processamento.

"Os dois casos da Delta detectados são importados, e isso não indica transmissão local da Delta em Pernambuco." No entanto, Longo alertou que seis outros Estados já identificaram a variante e, por isso, a população não deve deixar os cuidados de lado. 

No último sábado (10), foi feito um novo teste de RT-PCR com todos os tripulantes que permanecem no navio. Dos seis casos que positivaram anteriormente e estão na embarcação, apenas um ainda teve resultado positivo. Todos os casos negativos, na primeira leva, continuaram negativos na segunda.

Diante desse cenário, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, solicitou ao Ministério da Saúde (MS), nesta quarta-feira (14), o envio para Pernambuco de mais 420 mil doses de vacinas contra a covid-19 e 840 mil testes de antígeno. A iniciativa, assim como aconteceu no Maranhão, tem como objetivo conter a transmissão da variante Delta. 

“Temos progredido bastante na imunização da nossa população desde o início da campanha de vacinação. Mas é preciso intensificar esse trabalho, porque sabemos que, quanto mais pessoas imunizadas com as duas doses das vacinas tivermos, e mais rapidamente, menor será a propagação dessa variante, que tem preocupado o mundo todo”, frisou Paulo. 

O secretário André Longo destacou também a importância de se acelerar o processo de imunização da população e do reforço das medidas de prevenção contra a covid-19. “Cuidado e vacinação são as palavras-chaves para que possamos vencer o vírus e suas variantes. Mais uma vez faço o chamado para que aqueles, que estão com a segunda dose da vacina em atraso, procurem seus municípios para concluir o esquema vacinal. Também é primordial manter e reforçar os cuidados. E isso vale até para quem já está imunizado. O vírus continua entre nós e, para que haja contaminação, só é preciso um descuido”, alertou.

HÉLIA SCHEPPA/SEI
Anúncio foi feito pelo secretário Estadual de Saúde, André Longo - FOTO:HÉLIA SCHEPPA/SEI

Comentários

Últimas notícias