PANDEMIA

Além dos idosos, Pernambuco buscará garantir 3ª dose da vacina contra a covid-19 a trabalhadores da saúde

Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (25) que o reforço contra a doença começará a ser aplicado em idosos a partir da segunda quinzena de setembro

Katarina Moraes Cinthya Leite
Cadastrado por
Katarina Moraes
Cinthya Leite
Publicado em 25/08/2021 às 12:05 | Atualizado em 25/08/2021 às 17:38
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília. - FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, falou, durante coletiva de imprensa desta quarta-feira (25), que buscará vacinar com a terceira dose contra a covid-19 também os trabalhadores da saúde. Horas antes, o Ministério da Saúde anunciou que o reforço começará a ser aplicado em idosos a partir da segunda quinzena de setembro. 

“Acho natural que toda a população tenha que tomar a 3ª dose. Para os idosos 60+, esse público é de aproximadamente 1,2 milhão em Pernambuco. Vamos, em reunião com o ministro, cobrar também a necessidade de inserir os trabalhadores da saúde, que se vacinaram em janeiro, neste início da aplicação da 3ª dose. Esse público é de 300 mil pessoas”, disse Longo.

Segundo o Ministério da Saúde, os imunossuprimidos que tomaram a segunda dose há 28 dias podem tomar o reforço a partir de setembro. Já os idosos devem ter sido vacinados com a segunda dose da vacina há mais de seis meses. Os primeiros a serem contemplados serão os que têm mais de 80 anos.

A imunização deverá ser feita, preferencialmente, com uma dose da Pfizer, ou de maneira alternativa, com a vacina de vetor viral da Janssen ou da AstraZeneca.

Além desta novidade, foi divulgado que também a partir de setembro o intervalo entre as doses da Pfizer e AstraZeneca passará de 12 para 8 semanas para toda a população.

Comentários

Últimas notícias