pandemia

Pernambuco confirma 782 novos casos da covid-19; SES-PE não informa problema para registrar casos leves

Desde o dia 8 de setembro, a Secretaria Estadual de Saúde informava que o sistema do Ministério da Saúde em que são notificados os casos leves (e-SUS) apresentava instabilidade e dificultava o registro destes casos

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 22/09/2021 às 14:05
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Ponto de testagem no Centro de Convenções - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou, nesta quarta-feira (22), mais 782 casos do novo coronavírus em Pernambuco. Desses, 9 (1%) são de pessoas que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 733 (99%) são leves. Hoje, pela primeira vez, desde o dia 8 de setembro, o órgão não informou instabilidade no sistema do Ministério da Saúde em que são notificados os casos leves (e-SUS), que dificultava o registro destes casos.

>> Municípios pernambucanos estão autorizados a vacinar com Pfizer quem tomou AstraZeneca na 1ª dose; saiba em que casos isso é possível

Ao todo, o Estado contabiliza 616.910 testagens positivas para a doença, desde o início da pandemia, em março de 2020. Desse número total, 53.835 casos foram diagnosticados como graves e 563.075 como leves.

Também foram confirmados oito óbitos, que ocorreram entre os dias 9 de maio deste ano e essa segunda-feira (20). Com os novos dados, Pernambuco totaliza 19.647 mortes por complicações da covid-19. Os detalhes epidemiológicos dos pacientes serão repassados ao longo do dia pela SES-PE.

Média móvel

Os novos casos fizeram com que Pernambuco atingisse uma média móvel, que leva em consideração os dados dos últimos sete dias, de 354 casos nesta quarta-feira. O número representa uma tendência de estabilidade de -4% com relação à média móvel do número de casos de 14 dias atrás.

A média móvel é entendida como índice ideal para medir o avanço da pandemia em um local. Ela contabiliza a média dos últimos sete dias (contando com hoje) e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade.

Com relação às mortes, o Estado atingiu a média móvel de 10 óbitos, apresentando uma estabilidade de 1%.


Comentários

Últimas notícias