PANDEMIA

Com postos sufocados, Governo de Pernambuco anuncia distribuição de 834 mil testes de covid-19 até fevereiro

O anúncio foi dado pelo secretário de Saúde André Longo nesta quinta-feira (27), durante coletiva de imprensa que atualizou a situação da pandemia no Estado

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 27/01/2022 às 12:49
Guga Matos/JC Imagem
Na capital, é preciso agendar para fazer teste de covid-19 pela rede municipal de saúde - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Diante da alta demanda por testes de covid-19, o Governo de Pernambuco informou que distribuirá aos municípios, até fevereiro, 834 mil testes rápidos de antígeno disponibilizado pelo Ministério da Saúde. O anúncio foi dado pelo secretário de Saúde André Longo nesta quinta-feira (27), durante coletiva de imprensa que atualizou a situação da pandemia no Estado. 

Ainda hoje, seguem para as Gerências Regionais de Saúde (Geres) 234 mil unidades. Os 600 mil restantes serão enviados ao longo das próximas três semanas. A divisão do envio será feita de forma proporcional à população de cada cidade.

Atualmente, na Região Metropolitana do Recife, a procura pelo exame tem provocado longas filas nos postos de testagem e tempo de espera que ultrapassa horas. Como tentativa de aliviar esse sufocamento, a gestão estadual reiterou a já anunciada inauguração de um novo ponto no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, no Grande Recife, ainda em janeiro. Na última segunda-feira (24), também foi iniciada a operação no Parque Dona Lindu, em Boa viagem, Zona Sul do Recife. 

Longo pediu para que as cidades “assumam os seus papéis para garantir a capilaridade necessária para que a população tenha acesso a testagem."

Mesmo assim, devido à vacinação, o secretário pontuou que o novo coronavírus está "em franca aceleração, com um forte impacto nos casos leves". "A positividade para a doença, que estava abaixo de 20% na semana passada, com o avanço da Ômicron aumentou em 37%. Nos centros de testagem estaduais, de cada 100 testes realizados, 35 continuam positivando para o vírus. Nesse cenário, a manutenção das atuais restrições tem o objetivo de diminuir a circulação viral e estimular a vacinação”, ressaltou.

Plano de convivência prorrogado

Também foi anunciada na coletiva de imprensa a prorrogação de regras no plano de convivência com a covid-19 em Pernambuco até o dia 15 de fevereiro, com foco em serviços onde a retirada da máscara é recorrente. O adiamento leva em consideração a alta dos indicadores do coronavírus, com aumento em taxa de confirmação para a doença. Atualmente a positividade geral está em 37%.

Pelo protocolo, nos serviços de alimentação, permanece a exigência do passaporte vacinal com duas doses ou dose única para pessoas até os 54 anos de idade e, a partir dos 55, também o reforço. A quantidade de pessoas por mesa não pode passar de 20. A medida é válida para restaurantes, bares e lanchonetes, inclusive de shoppings e centros comerciais.

Nos cinemas, teatros e museus, a regra do passaporte vacinal continua também sendo a mesma dos serviços de alimentação. Também deve ser respeitado o distanciamento de 1 metro entre pessoas que não sejam do mesmo núcleo familiar. Caso haja mais de 300 pessoas no ambiente, é exigida a apresentação de um teste negativo para covid-19, sendo com 24 horas de antecedência para exames de antígeno e de 72 horas para exames de RT-PCR.

Para eventos, permanece a redução no público permitido. O limite é de até 3 mil pessoas em locais abertos, de 1 mil em espaços fechados ou 50% da capacidade do local, valendo o que for menor. Além da comprovação vacinal com duas doses ou dose única para quem tem até 54 anos e o reforço para quem tem a partir de 55 anos, é necessário apresentar o teste negativo para a covid-19 para eventos com mais de 300 pessoas.

O adiamento leva em consideração a alta dos indicadores do coronavírus, com aumento em taxa de confirmação para a doença. Atualmente a positividade geral está em 37%.

Comentários

Últimas notícias