COLUNA JC SAÚDE E BEM-ESTAR

"Estamos saindo da fase aguda da covid-19", diz vice-diretor da Opas em entrevista à Rádio Jornal

O médico sanitarista e epidemiologista Jarbas Barbosa fez um balanço do atual cenário da covid-19 e ressaltou que a pandemia está entrando em uma nova fase

Cinthya Leite
Cadastrado por
Cinthya Leite
Publicado em 16/05/2022 às 12:13 | Atualizado em 16/05/2022 às 14:22
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
"Com as vacinas que temos hoje, não temos condições de erradicar completamente a transmissão", disse Jarbas Barbosa - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta segunda-feira (16), o médico sanitarista e epidemiologista Jarbas Barbosa, vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), fez um balanço do atual cenário da covid-19 e ressaltou que a pandemia está entrando em uma nova fase. Ele também destacou que, apesar de se observar uma redução no número de casos da doença, ainda há condições no mundo para que outras variantes do coronavírus surjam, inclusive mais transmissíveis e virulentas.

"Nós estamos saindo da fase aguda da covid-19, mas a nossa expectativa é que o vírus continue ainda entre nós durante algum tempo. Com as vacinas que temos hoje, não temos condições de erradicar completamente a transmissão", disse Jarbas Barbosa. O vice-diretor da Opas salientou que a necessidade de os países não cruzarem os braços neste momento e continuem a trabalhar para aumentar a cobertura vacinal, especialmente com a terceira dose.  

"Provavelmente a pandemia vai durar ainda alguns meses. Será necessário os países continuarem com a vigilância, saberem o que está acontecendo. Temos que ter muito cuidado com a possibilidade de aparecimento de nova variante; isso é imprevisível. Só uma vigilância muito bem estruturada pode detectar (novas cepas) imediatamente", frisou Jarbas Barbosa. 

Ainda durante a entrevista à Rádio Jornal, o médico epidemiologista falou sobre a atual fabricação de vacinas contra covid-19, em que algumas empresas começam a desacelerar a produção dos imunizantes. "Há produtores de vacina, como um indiano, o Serum Institute of India, que havia dedicado quase toda a fábrica para produção de vacinas contra covid-19. Ele agora anuncia que uma parte vai voltar a produzir outros imunizantes, que são usados na rotina, como sarampo e pólio, entre outras." 

Ele acredita que esse mesmo movimento acontecerá com outros produtores de vacina. "Ainda temos muita produção de imunizantes. Então, o mundo está bem abastecido e seguramente é importante ter este controle."

O vice-diretor da Opas ainda lembrou que o mundo continua a registrar casos e mortes por covid-19, principalmente nos grupos mais vulneráveis ao adoecimento e agravamento pelo coronavírus. "Idosos, pessoas que têm doenças crônicas e algum comprometimento do sistema imunológico precisam manter os cuidados, completar a sua vacinação e tomar a terceira dose onde está recomendado. É muito importante continuar se protegendo, porque ainda acontecem todos os dias mortes por covid 19", acrescentou Jarbas Barbosa. 

Comentários

Últimas notícias