The Beatles

John Lennon e Pete Best foram roubar um marinheiro e se deram mal

Os dois fugiram quando a vítima puxou um revólver e atirou neles

JC
JC
Publicado em 23/05/2020 às 0:21
Notícia
reprodução
John e Pete, assalto - FOTO: reprodução
Leitura:

“Numa noite um marinheiro alemão foi ver uma apresentação nossa. E pagou uma rodada de cerveja para nós. Os Beatles, como os alemães gostam de fazer. Nós vimos então o tamanho da carteira do tal marinheiro, era gorda e recheada. John pensou: Vamos roubá-la! |Nós discutimos a ideia. Para mim e para John parecia boa. Paulo e George não pareciam tão convencidos porque achavam perigoso. Eram quatro da manhã quando o marinheiro de carteira cheia resolveu ir embora. Nós quatro – Eu, John, Paul e George – saímos no frio de novembro para segui-lo. Quando nos aproximamos e um estacionamento deserto. O local ideal para o golpe, Paul e George resolveram ir embora. George dizia que estava cansado. Eu e John avançamos em cima do marinheiro, eu não estava bêbado quanto esperávamos. Tanto é que ele reagiu imediatamente. John deu um soco no marinheiro que ficou de joelho. Eu tentei agarrar a carteira cheia de dinheiro. Mas o marinheiro, um homem de experiência, logo ficou de pé de novo. Deu um empurrão em Lennon – que foi parar longe. E meteu a mão por trás da calça.
Nós vimos que ele ia apanhar um revólver. Nós ainda avançamos de novo sobre ele com as cabeças protegidas. Ele começou a disparar. Tudo o que a gente queria naquele momento era ir embora dali correndo. Por sorte nossa, o revólver apenas expelia gás. Era um tipo de revólver que se usava em Hamburgo para defesa pessoal. “Nunca esqueci desta história, porque é um bom exemplo, de como éramos impossíveis e selvagens o bastante para fazer uma coisa desta”
O narrador do episódio acima é o baterista inglês, de Liverpool, Pete Best, o cara mais azarado do mundo. Foi expelido dos Beatles, em 1962, às vésperas da fama. O trecho foi pinçado de uma entrevista concedida a Geneton Moraes Neto, em 8 de março de 1985, em Londres. Foi publicada no livro Cartas ao Planeta Brasil (Editora Revan, 1988).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias