TECNOLOGIA

Desafio de Inovação em Turismo premia com viagem a Madri

Competição inédita busca soluções para a retomada do setor no Brasil

Mona Lisa Dourado
Mona Lisa Dourado
Publicado em 15/07/2020 às 23:46
Notícia
DIVULGAÇÃO
Inscrições devem ser feitas no site da competição e vão até 2 de setembro - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Estimular o desenvolvimento de soluções de base tecnológica que respondam tanto a exigências imediatas do contexto pós-pandemia, quanto a necessidades gerais da atividade turística do País. Esse é o foco do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, lançado nesta quarta-feira (15) pelo Ministério do Turismo, em parceria com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Wakalua Innovation Hub (polo global de inovação em turismo) e Organização Mundial do Turismo (UNWTO, na sigla em inglês).

As inscrições já estão abertas no site da competição e se encerram em 2 de setembro. A seleção será anunciada no final do mesmo mês. 

>> Primeira vinícola do Agreste de Pernambuco se prepara para abrir as portas em Garanhuns

>> História, culinária e afeto: icônico Hotel Central do Recife sobrevive à pandemia e amplia serviços

>> Porto de Galinhas é um dos cinco destinos mais desejados do Brasil, segundo a Booking.com e a Omnibees

Os melhores projetos brasileiros serão classificados para as semifinais da terceira edição da UNWTO Tourism Startup Competition, desafio mundial promovido pela UNWTO em parceria com o Wakalua.

O prêmio da etapa brasileira é uma viagem a Madri para um programa de treinamento e participação na Fitur 2021, a maior feira de turismo do mundo.

DIVULGAÇÃO
Desafio é promovido em âmbito global pela Organização Mundial do Turismo - DIVULGAÇÃO

A competição será realizada totalmente online e os detalhes sobre o evento final serão anunciados no site.

As startups interessadas poderão se inscrever em duas categorias: Reativar o Turismo, para projetos de aplicabilidade imediata para reativação do setor com segurança e saúde, e Construir o Turismo do Futuro, que prevê soluções de impacto prolongado para a transformação digital e o desenvolvimento sustentável.
Os projetos podem ser relacionados a qualquer ponto da cadeia de valor do turismo, podendo ser destinado ao turista, empresas, setor público ou comunidades.

Na categoria Reativar o Turismo serão avaliados projetos relacionados com segurança, saúde e bem-estar; promoção do turismo interno e de nicho (ecoturismo, enoturismo, turismo gastronômico, turismo de aventura, etc.), turismo social, cancelamentos e trocas, inserção digital de pequenos estabelecimentos, prestadores de serviços e comunidades, e adequação de experiências.

THIAGO LUCAS/ILUSTRAÇÃO
Desafio pede soluções imediatas para o contexto da covid-19 e também a logo prazo - THIAGO LUCAS/ILUSTRAÇÃO

Na categoria Construir o Turismo do Futuro, os projetos devem estar relacionados com gestão e operação inteligente, destinos inteligentes, experiência do turista, vistos e controles migratórios, ou sustentabilidade e economia circular.

A avaliação dos projetos será realizada por líderes do turismo e da inovação no País. Serão avaliadas startups segundo o seu estágio de desenvolvimento (inicial e crescimento) e de acordo com critérios como natureza inovadora, equipe de empreendedores, potencial de escalabilidade, relevância para o setor, viabilidade, sustentabilidade e contribuição ao setor turismo.

DIVULGAÇÃO
Desafio é promovido em âmbito global pela Organização Mundial do Turismo - FOTO:DIVULGAÇÃO
THIAGO LUCAS/ILUSTRAÇÃO
Diante do tsunami da covid-19 sobre o turismo mundial, multiplicam-se os questionamentos e as incertezas - FOTO:THIAGO LUCAS/ILUSTRAÇÃO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias