Dicas e informações de viagens, férias e turismo
Turismo de Valor

Descubra dicas de viagem e roteiros para as férias, além dos destinos e atrações que estão em alta no turismo.

ERUPÇÃO

Após sete anos, vulcão entra em erupção em Galápagos; veja detalhes do que aconteceu

Vulcão Wolf fica localizado na Ilha Isabela, em Galápagos

AFP Flávio Oliveira
AFP
Flávio Oliveira
Publicado em 07/01/2022 às 19:07
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - FOTO: PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Leitura:

O vulcão Wolf, santuário das iguanas-rosadas de Galápagos, localizado na Ilha Isabela, entrou em erupção pela segunda vez em sete anos, informaram autoridades do parque nacional do arquipélago nesta sexta-feira (7).

"#Galápagos | Vulcão Wolf inicia atividade eruptiva (...)" informou o Parque Nacional de Galápagos (PNG) em suas contas nas redes sociais.

O diretor do Parque Nacional de Galápagos (PNG), Danny Rueda, disse que "espécies emblemáticas, como tartarugas, iguanas terrestres e, principalmente, iguanas-rosadas, estão fora do fluxo de lava". O funcionário fez um sobrevoo e verificou que a lava se dirige para o sul da cratera do vulcão.

Vulcão Wolf

O vulcão Wolf está localizado no norte da Ilha Isabela, a maior do arquipélago de Galápagos, a cerca de 100 km de povoamentos humanos. Suas encostas abrigam as iguanas-rosadas (Conolophus marthae), uma espécie única no mundo.

O Instituto Geofísico de Quito informou que por volta das 00h20 (horário local) desta sexta-feira "uma nova erupção ficou evidente" no vulcão de 1.707 metros de altura, expelindo uma nuvem de gás e cinzas que atingiu quase 3.800 metros acima do nível do mar. "Não há populações próximas ao vulcão ou na direção das nuvens de cinzas", acrescentou o instituto em nota.

A atividade anterior do vulcão, o mais alto de Galápagos, localizado a 1.000 km da costa do Equador, ocorreu em 2015, quando entrou em erupção sem afetar a fauna principal, após 33 anos de inatividade.

O PNG indicou em agosto que, após uma expedição ao vulcão Wolf, contou 211 exemplares de iguanas-rosadas, que em 2009 foram apresentadas como uma nova espécie. Os animais ocupam exclusivamente uma área de 25 km².

Contribuição das Ilhas Galápagos para a história

As Ilhas Galápagos, que receberam o nome de suas tartarugas gigantes, foram o laboratório natural do cientista inglês Charles Darwin para sua teoria sobre a evolução das espécies, no século XIX. Em Isabela também estão os vulcões Darwin, Alcedo, Cerro Azul e Sierra Negra, todos ativos.

O arquipélago de Galápagos possui flora e fauna únicas no planeta e faz parte da reserva mundial da biosfera.

PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP
Vulcão Wolf, em Galápagos - PARQUE NACIONAL GALÁPAGOS / AFP

Últimas notícias