Opinião: Cuidado com as cintas da enganação

Publicado em 30/05/2017 às 18:17
Apesar de ser super sarada, Gracyanne Barbosa posta fotos, inclusive, treinando com essas cintas
FOTO: Apesar de ser super sarada, Gracyanne Barbosa posta fotos, inclusive, treinando com essas cintas
Leitura:
Apesar de ser super sarada, Gracyanne Barbosa posta fotos, inclusive, treinando com essas cintas. Foto: Reprodução/Instagram

Encurtar caminhos é a tendência de boa parte das pessoas que buscam determinados objetivos. Quando o assunto é a perda de peso e a melhora da estética, então, nem se fala. Conscientes dessa predominância de comportamento, muitos são os que se beneficiam do imediatismo comum para disseminar mentiras e ganhar um certo dinheiro. A “fantasia” da vez diz respeito às cintas modeladoras que surgem com a proposta de reduzir medidas.

O mais grave é ver atrizes e algumas formadoras de opinião garantindo, em suas contas nas redes sociais, que esse acessório ajuda a deixar a silhueta sequinha. Fácil desse jeito, como pó de pirlimpimpim. Sabe o que vai fazer você afinar a cintura? Dieta balanceada e uma rotina de exercícios. A realidade é essa. O resto é enganação.

Em casos bem extremos, uma lipoaspiração até pode ser indicada. Mas as opções cessam por aí. E não somos nós quem estamos dizendo. Basta conversar por poucos minutos com médicos, educadores físicos, fisioterapeutas e nutricionistas. O que a cinta provoca é um efeito momentâneo. Usou, melhorou. Tirou zerou. Cruel assim.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias