coronavírus

Diferente do discurso de Bolsonaro, "histórico de atleta" não salva competidores profissionais do coronavírus

Pessoas saudáveis, inclusive atletas de alta performance, não estão imunes ao coronavírus e podem desenvolver versão grave da doença

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 25/03/2020 às 8:44
Notícia
Harry How/GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Além do astro da NBA Kevin Durant, outros três jogadores do Brooklyn Nets foram diagnosticados com Covid-19 - FOTO: Harry How/GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Leitura:

Além da morte de mais de 15 mil pessoas em todo o mundo, o coronavírus revela sintomas graves como febre, fadiga, dores no corpo e falta de ar. Não à toa, atletas de alto rendimento estão hospitalizados e relatam que a doença debilita demais. Vale destacar que o Covid-19 não diferencia suas vítimas, acometendo pessoas de todas as idades e de todos os gêneros. A realidade contradiz o discurso da última terça-feira do presidente Jair Bolsonaro, que afirmou equivocadamente que seu histórico de atleta minimizaria seus sintomas.

"No meu caso particular, pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado pelo vírus, não precisaria me preocupar. Nada sentiria ou seria, quando muito acometido de uma gripezinha ou resfriadinho", diz trecho do discurso do presidente.

Por outro lado, a doença não pode ser subestimada como gripe e a melhor estratégia para combatê-la continua sendo o isolamento domiciliar. Confira seis atletas e ex-atletas profissionais que foram diagnosticados com o coronavírus e estão sofrendo com as consequências da doença.

PAULO DYBALA - O jogador da Juventus foi diagnosticado com coronavírus no início desta semana. Ele é o terceiro atleta do time italiano confirmado com a doença. Além dele, o zagueiro Daniele Rugani e o volante Blaise Matuidi foram infectados. O argentino e sua esposa, que também testou positivo para o Covid-19, estão em quarentena desde o último dia 11. 

PAOLO MALDINI - O ex-zagueiro italiano Maldini também testou positivo para o Covid-19. Ele criticou o governo da Itália por não ter tomado as medida de quarentena no país mais cedo e colocou como exemplos os jogos de futebol que deveria ter acontecido com os portões fechados. "O futebol deveria ter parado muito antes...Como atleta eu conheço meu corpo. As dores são fortes e sentimos um aperto no peito. Dor nas articulações, músculos, além de febre alta", relatou.

CRISTIANO BINDA - O italiano é ex-lutador de MMA e foi o primeiro caso confirmado de coronavírus na modalidade. Aos 42 anos, ele foi internado após sentir durante nove dias muita dor no corpo, febre alta e dificuldade para respirar. "Não conseguia mais respirar e fui para o hospital, onde fiquei internado. Fui diagnosticado com pneumonia e Covid-19", relatou. 

CAMERON VAN DER BURGH - O ex-nadador sul-africano é campeão olímpico dos 100m peito dos Jogos Olímpico de Londres e foi diagnosticado com o coronavírus. Ele disse que sentiu febre alta e ficou muito debilitado. Uma simples caminhada causava cansaço por horas. "Este foi o pior vírus que já tive. Estou lutando apesar de ser saudável e ter um pulmão forte (sem fumar e praticando esporte)", revelou. 

EARVING NGAPETH - Jogador da seleção francesa de vôlei foi hospitalizado com Covid-19. Em suas redes sociais, ele disse que passou três dias bem difíceis internado. "Já deixei para trás o mais difícil, mas agora acabou e devo ir para casa", comemorou o atleta, sobre sua recuperação. 

KEVIN DURANT - Astro da NBA, Durant foi diagnosticado com coronavírus na semana passada. Além dele, ouros quatro atletas de seu time testaram positivo para a doença. O jogador de basquete concedeu entrevista quando foi informado do diagnóstico e reforçou o cuidado que as pessoas precisam ter com o Covid-19. "Tenham cuidado, se cuidem e fiquem isolados. Nós vamos conseguir passar por isso", alertou o atleta profissional. 

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias