Olimpíadas do CrossFit

Atleta brasileira é flagrada no antidoping: "Consciência e coração tranquilos"

Larissa Cunha iria estrear nesta quarta-feira (28) no CrossFit Games 2021

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 27/07/2021 às 17:15
Notícia
DIVULGAÇÃO
Larissa Cunha é considerada a mulher fisicamente mais bem preparada do Brasil - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A atleta brasileira Larissa Cunha, 30 anos, vencedora da semifinal do Brazil CrossFit Challenge, pode perder sua estreia nos jogos CrossFit Games 2021, uma espécie de Olimpíadas dessa modalidade esportiva. Nesta terça-feira (27) a atleta informou através de sua conta no Instagram que testou positivo para Ostarine, um medicamento para melhorar o desempenho. Ela está apelando do caso e a CrossFit Inc. ainda não fez um anúncio oficial.

Larissa fez um vídeo de 7 minutos para explicar o que poderia ter acontecido para Ostarine aparecer em seus testes de drogas. A atleta brasileira disse que está com a consciência tranquila, que é a favor das testagens antidoping e que pode ter havia um erro no laboratório ou mesmo uma contaminação cruzada com as suplementações alimentares que faz uso e que são legais.

Ela ficou no México por duas semanas antes de voar para Madison devido à pandemia. Enquanto estava nos Estados Unidos, ela fez os testes de drogas prescritos para competir nos Jogos CrossFit deste ano. O evento teve início nesta terça-feira (27), mas a estreia de Larissa estava marcada para esta quarta-feira (28).

"Recebi um e-mail da CrossFit alegando que meu teste de doping falhou. Que eles encontraram uma substância em meu teste que é Ostarina (sic). Eu nem sabia o que era Ostarina (sic), nunca tomei nada disso, nunca tomei nenhuma suplementação que fosse me favorecer e que não fosse honesta e justa", argumentou Larissa Cunha.

A atleta está aguardando o retorno da contraprova para saber se poderá competir no CrossFit Games 2021, mas não há certeza que o resultado sairá a tempo da competição. Larissa aproveitou para agradecer seus patrocinadores que confiaram nela, mesmo com o resultado positivo do doping. "Temos uma relação antiga, eles me conhecem, sabem que não sou a favor do uso de drogas, e estão me apoiando", explica.

Larissa fez ainda uma segunda postagem em seu Instagram atualizando os fãs sobre as testagens:

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Larissa Cunha (@larifcunha)

O que é Ostarine?

Ostarine está atualmente sendo investigado para tratar uma variedade de doenças de perda muscular, como osteoporose e câncer, e faz parte de uma classe de medicamentos chamados moduladores seletivos do receptor de andrógeno (SARMs). Pode ser usado para perda involuntária de peso em pessoas muito doentes, mas também como uma pílula de desempenho atlético.

Uma violação da política de drogas é tratada com seriedade pela CrossFit Inc. A sanção usual é uma proibição de 4 anos das competições de CrossFit, começando no dia em que a droga ilegal foi sinalizada pela primeira vez.

Comentários

Últimas notícias