Incentivo

Assistir às Olimpíadas pode incentivar público a praticar esportes, dizem especialistas

Em enquete realizada pelo JC, 65% das pessoas disseram se sentir incentivadas pelas Olimpíadas

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 22/07/2021 às 22:31
Notícia
AFP
Basquete é um dos esportes mais procurados em Pernambuco - FOTO: AFP
Leitura:

"Você se sente mais animado a praticar alguma atividade esportiva após assistir alguma competição?". esta enquete foi feita nos stories do Jornal do Commercio entre esta quarta e quinta-feira (22). A maioria (65%) disse que sim. O resultado confirma o que especialistas dos mundo esportivo defendem: Acompanhar grandes torneios nos incentivam a praticar mais esporte.

AFP
Tênis de Mesa - Jogos Olímpicos 2020 - AFP

No caso das Olimpíadas de Tóquio são 46 modalidades e uma delas pode inspirar alguém a sair do sedentarismo (atletismo, natação, ciclismo, futebol, surfe, levantamento de peso, etc). Seria um bom legado dos Jogos Olímpicos, ainda mais em um momento em que cuidar da saúde física e mental é tão importante por causa da pandemia da covid-19.

Quando se candidatou como cidade sede para as Olimpíadas de 2012, Londres defendeu esse legado do incentivo. Na época da escolha da cidade, em 2005, a então ministra dos Esportes, Tessa Jowell, afirmou que até o início da competição 2 milhões de britânicos teriam iniciado algum tipo de atividade física, outro 1 milhão estariam praticando algum esporte regularmente e 60% dos jovens estariam treinando alguma modalidade por pelo menos cinco horas por semana. O ministério chegou a dizer que a Olimpíada em Londres iria incentivar "toda a população da Grã-Bretanha a ser mais ativa".

AFP
Jogos Olímpicos 2020 - AFP

As projeções tão positivas acabaram não se confirmando totalmente, mas houve um acréscimo de 1,3% no número de pessoas praticando pelo menos 30 minutos de atividades físicas por semana em intensidade moderada em Londres. É preciso lembrar, porém, que numa olimpíada o nível dos atletas é altíssimo e ninguém que está sedentário em casa vai, verdadeiramente, acreditar que consegue fazer o mesmo que os profissionais (pelo menos não da noite para o dia).

Para o secretário executivo de Esportes de Pernambuco, Diego Perez, os Jogos Olímpicos podem sim incentivar as pessoas a encontrarem uma modalidade que faça sair do sedentarismo. "E não só com os Jogos Olímpicos. Ter o Parque Santos Dumont como a grande casa do esporte pernambucano, sempre com ações e recebendo competições nacionais e internacionais, trazendo e formando atletas e paratletas de referência, também é uma forma de incentivar a prática esportiva e o esporte de alto rendimento no Estado. Além do que, isso estimula e aumenta a procura por escolinhas e por participação nos nossos projetos sociais, além do aumento de competições."

AFP
Jogos Olímpicos 2020 - AFP

Há, em tese, ao menos três maneiras de fazer com que o ato de assistir a um evento esportivo incentive a prática daquela modalidade, através do chamado "efeito demonstrativo": a primeira é inspirar aqueles que já praticam esportes a fazê-lo com mais frequência; a segunda é encorajar aqueles que aposentaram a atividade física a voltar a praticar; a terceira é incentivar as pessoas a tentarem esportes que nunca fizeram.

>> Brasileira quer usar experiência em sua 7ª Olimpíada por medalha no mountain bike>> Quem é Douglas Souza, queridinho do Brasil nas Olimpíadas?

As principais modalidades procuradas após os eventos esportivos são aquelas que demandam de menos "equipamentos" para serem praticadas. Tomando como referência o Santos Dumont, na Zona Sul do Recife, os esportes olímpicos mais procuradas são atletismo, natação, judô e karatê, além das coletivas, como o basquete. Em Pernambuco, o Parque Santos Dumont, o Geraldão e o Compaz são locais com equipamentos e estrutura para a prática de diversos esportes, olímpicos e não olímpicos. Ambos atendem a população de forma gratuita e possuem profissionais de educação física para orientar a iniciação esportiva.

AFP
Jogos Olímpicos 2020 - AFP

Estudiosos que analisam o legado do Jogos Olímpicos alertam para uma questão importante: a manutenção desse incentivo. "Embora o legado de aumento de atividade física seja considerado como uma parte cada vez mais importante dos Jogos Olímpicos, a sua tradução para a prática (ou políticas) ainda é um desafio para os governos", dizem os autores do artigo Atividade física e Jogos Olímpicos: reflexões a partir de Londres 2012 e Rio 2016, publicado no site "Ciência e cultura", da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

AFP
Jogos Olímpicos 2020 - FOTO:AFP
AFP
Jogos Olímpicos 2020 - FOTO:AFP
AFP
Jogos Olímpicos 2020 - FOTO:AFP
AFP
Jogos Olímpicos 2020 - FOTO:AFP

Comentários

Últimas notícias