Resposta

'Peço desculpas para a família do menino', diz Drauzio Varella sobre a entrevista com Suzy

Médico falou abertamente sobre a repercussão negativa da matéria do 'Fantástico'

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 10/03/2020 às 19:23
Notícia
TWITTER/REPRODUÇÃO
O médico Drauzio Varella fez um novo pronunciamento nesta terça-feira (10). - TWITTER/REPRODUÇÃO
Leitura:

O médico Drauzio Varella veio a público em suas redes sociais novamente nesta terça-feira (10) para falar sobre a repercussão negativa de sua matéria no Fantástico, da TV Globo, veiculada na edição do dia 1º. Desta vez, o profissional reiterou sua dor à família do garoto assassinado pela transexual Suzy, o seu posicionamento enquanto médico em prol da matéria e ainda, que nunca concorrerá a um cargo político.

>> Após revelação de crime, detenta trans, Drauzio Varella e Globo se manifestam

>> Bolsonaro critica Globo por reportagem com detenta trans

>> 'Desejo que você termine no inferno', diz Weintraub a Drauzio Varella

No vídeo de pouco mais de dois minutos, Drauzio se revelou surpreso - tanto como o público - quando soube do crime cometido por Suzy, personagem que ganhou destaque em sua matéria. "Não há o que falar. É um crime que choca a todos nós", declarou.

O médico destacou novamente o seu ofício enquanto médico, já que ele não buscou, em nenhum momento, saber qual foi o crime cometido pela transexual: "Ser médico orienta o meu olhar em todas as situações. Não só quando estou atendendo pacientes. Faço isso há mais de 50 anos. Seja no consultório, nas cadeias, nos livros que escrevi, na televisão, nos jornais e na internet".

Drauzio Varella aproveitou a oportunidade para pedir desculpas à família do garoto assassinado por Suzy: "Posso imaginar a dor e peço desculpas para a família do menino que foi, involuntariamente, envolvida no caso".

Após explicar o mote da matéria do Fantástico, Drauzio explicou porque abraçou a presidiária. "A maneira pela qual a Suzy foi apresentada, deu a entender que ela fazia parte desse grupo majoritário [presidiárias trans que cometeram roubo ou furto]. Por isso eu entendo a frustração de quem se decepcionou comigo", explicou.

Entretanto, o médico reiterou que não se arrependeu de sua atitude: "Para quem acha que eu errei, me desculpe. Mas esse é o meu jeito. Eu lamento, mas assumo totalmente a responsabilidade pela repercussão negativa que o caso teve".

Por fim, mencionando à repercussão política desta reportagem, Drauzio Varella declarou que não há interesse no caso. "Nunca fui e nem serei candidato a nada. As pessoas que estão explorando politicamente esse episódio podem ficar tranquilas", encerrou.

VEJA O VÍDEO NA ÍNTEGRA:

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias