Teatro

Festival de Curitiba é adiado em razão do coronavírus

Evento estava marcado para acontecer entre 24 de março e 5 de abril

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 12/03/2020 às 14:33
Notícia
Reprodução
Festival de Curitiba é um dos eventos mais importantes de artes cênicas do Brasil - FOTO: Reprodução
Leitura:

Mais um evento de grande porte foi afetado pelo coronavírus. O Festival de Curitiba, tradicional evento de artes cênicas realizado na capital paranaense, anunciou nesta quinta-feira (12) o adiamento de sua 29ª edição. A maratona cênica estava agendada para começar no dia 24 de março e seguir até 5 de abril, mas agora será reagendada para setembro.

>> Coronavírus: os impactos da pandemia no cinema e na música

>> BBB20: Por conta do coronavírus, Paredão não terá plateia

De acordo com o comunicado da produção do Festival de Curitiba, "a decisão se deve à segurança e ao cuidado com a saúde do público, dos artistas e de toda a equipe de trabalho. O evento está reagendado para setembro de 2020, entre os dias 1° e 13".

 

Ainda de acordo com o texto, os ingressos já adquiridos continuam válidos para a programação nas datas informadas. Mais informações devem ser divulgadas em breve.

PROGRAMAÇÃO

Ao todo, estavam programadas mais de 400 atrações em aproximadamente 70 espaços de Curitiba e da Região Metropolitana. A grade reunia estreias nacionais, espetáculos premiados e mostras que levarão teatro, dança, circo, música, oficinas, shows e performances para os diferentes públicos, de todas as idades.

Entre os nomes que foram anunciados na programação do Festival de Curitiba estavam o grupo pernambucano Magiluth, Denise Fraga, Emicida, Luis Miranda, Mateus Solano, Laila Garin, Denise Stoklos, Otávio Mueller, Lúcio Mauro Filho, Marcos Breda, Cacá Carvalho, Grupo Corpo, Rodrigo Portella, Ranieri Gonzales, Grupo Armazém, Gabriel Villela, Renata Carvalho, Grupo Galpão, entre outros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias