Justiça

STF decide que especial de Natal do Porta dos Fundos deve continuar no ar

No filme, os humoristas encenaram que Jesus Cristo como homossexual

Agência Brasil
Cadastrado por
Agência Brasil
Publicado em 03/11/2020 às 19:40 | Atualizado em 03/11/2020 às 19:40
Foto: Netflix/Divulgação
Pedido de liminar para remoção do especial de Natal do Porta dos Fundos do catálogo da Netflix foi negado pela Justiça - FOTO: Foto: Netflix/Divulgação
Leitura:

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou hoje (3) a decisão liminar que autorizou, no ano passado, a Netflix a exibir o programa de Natal do canal Porta dos Fundos, "A Primeira Tentação de Cristo". No programa, os humoristas encenaram que Jesus Cristo teve uma experiência homossexual. 

Em dezembro de 2019, a veiculação do programa foi suspensa pela Justiça do Rio de Janeiro. Em seguida, o vídeo foi liberado por uma liminar concedida pelo ministro Dias Toffoli, então presidente da Corte. 

>> Associação recorrerá de decisão que suspendeu censura ao Porta dos Fundos

>> Alvo de críticas por especial de Natal, Porta dos Fundos tem sede atacada no Rio

A legalidade da veiculação foi contestada pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. A entidade alegou que o canal ofendeu a fé cristã e promoveu discurso de ódio contra a religião. 

Por unanimidade, os ministros Gilmar Mendes, Edson Fachin, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski entenderam que o caso trata-se de liberdade de expressão e a veiculação não pode ser proibida.

Últimas notícias