Gospel

Com Amanda Wanessa em recuperação, gravadora nega rompimento de contrato

MK Music garante que a cantora pernambucana segue como artista exclusiva da empresa carioca

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 19/05/2021 às 18:15
Notícia
INSTAGRAM/@AMANDAWANESSA/REPRODUÇÃO
Em luta pela pronta recuperação, a cantora gospel Amanda Wanessa está internada e apresenta quadro estável - FOTO: INSTAGRAM/@AMANDAWANESSA/REPRODUÇÃO
Leitura:

Internada há 135 dias após sofrer um grave acidente de trânsito na PE-60 no último dia 4 de janeiro, a cantora gospel Amanda Wanessa, de 34 anos, segue na luta por sua recuperação. A artista pernambucana se encontra em um quarto de um hospital particular do Recife, onde já respira sem ajuda de aparelhos e está sendo tratada pela equipe médica de maneira intensiva, realizando fisioterapia e tratamento fonoaudiológico. As informações foram atualizadas e confirmadas pela gravadora de Amanda, a MK Music, que possui sede no Rio de Janeiro.

>> Amanda Wanessa: 'Vítima deu causa ao acidente', conclui investigação da polícia

>> Amanda Wanessa: Confira estado de saúde atualizado da cantora gospel

>> Cantora gospel Amanda Wanessa fez aniversário e recebeu homenagens

Procurada pela reportagem do Jornal do Commercio, a empresa fonográfica, voltada para a música gospel, também esclareceu as informações que circulavam nas redes sociais sobre um suposto futuro rompimento de contrato com a artista, que entrou para o time da MK Music em setembro de 2019.

"São infundadas, improcedentes e desrespeitosas quaisquer notícias sobre rompimento da cantora com a gravadora, da qual é artista exclusiva. Seguimos todos confiando no tempo de Deus e na recuperação total da Amanda Wanessa", disse a assessoria da MK Music em nota enviada à reportagem do JC.

O último trabalho de Amanda Wanessa lançado oficialmente pela gravadora MK Music foi o EP Não Desista, em novembro de 2020, que conta com cinco faixas.

LEIA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA:

Nossa querida Amanda Wanessa segue em tratamento intensivo, evoluindo dia após dia. Todas as notícias sobre o seu estado de saúde recebemos diretamente do seu marido Dobson Santos. Nesta fase, a cantora intensificou fisioterapia e iniciou tratamento fonoaudiológico. E são infundadas, improcedentes e desrespeitosas quaisquer notícias sobre rompimento da cantora com a gravadora, da qual é artista exclusiva. Seguimos todos confiando no tempo de Deus e na recuperação total da Amanda Wanessa.

Atenciosamente,

MK Music

O QUE DIZ A INVESTIGAÇÃO?

Pouco mais de quatro meses após a colisão que deixou a cantora gospel Amanda Wanessa gravemente ferida, na PE-60, em Rio Formoso, Mata Sul de Pernambuco, a Polícia Civil de Pernambuco concluiu as investigações do caso. E o resultado surpreendeu, porque não houve indiciamento de nenhum motorista.

A colisão ocorreu em 4 de janeiro de 2021. Segundo a versão inicial, o carro que Amanda conduzia foi atingido por um caminhão de tijolos que, de acordo com testemunhas, invadiu a contramão. O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), que foi acionado para o local, informou, na ocasião, um outro caminhão também se envolveu na batida.

As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Rio Formoso. Em nota, enviada à coluna Ronda JC, na última quinta-feira (13), a assessoria da Polícia Civil informou que o inquérito policial foi concluído sem indiciamento. "Após as investigações foi constatado que a vítima deu causa ao acidente", disse a nota oficial. Ou seja, a cantora, que conduzia o carro, teria cometido uma irregularidade que resultou na colisão com o caminhão. E não o inverso, como cogitado inicialmente.

Os detalhes das perícias do Instituto de Criminalística, no entanto, não foram revelados. 

A nota da Polícia Civil alegou ainda que "o inquérito foi concluído e remetido para o Ministério Público de Pernambuco nesta segunda, dia 13.05, não cabendo mais à PCPE se manifestar sobre o caso". 

No carro conduzido pela cantora também estavam o pai, a filha de 6 anos e uma amiga. O pai de Amanda não precisou ser internado. Já a criança passou por cirurgia no ombro e recebeu alta do hospital dois dias depois da colisão. 

Comentários

Últimas notícias