Televisão

No Dia do Orgulho LGBTQIA+, Pabllo Vittar supreende Gil do Vigor no 'Encontro'

No programa matinal, o ex-BBB pernambucano fez elogios à cantora: 'Tem coragem de dar a cara a tapa'

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/06/2021 às 16:48
Notícia
INSTAGRAM/@GILDOVIGOR/REPRODUÇÃO
Pabllo Vittar e Gil do Vigor foram as atrações do 'Encontro', na TV Globo, nesta segunda-feira (28) - FOTO: INSTAGRAM/@GILDOVIGOR/REPRODUÇÃO
Leitura:

Nesta segunda-feira (28), Dia do Orgulho LGBTQIA+, o programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, recebeu Pabllo Vittar e o pernambucano Gil do Vigor. O ex-BBB foi surpreendido com a presença da cantora, de quem ele é fã.

>> Pabllo Vittar celebra as culturas do Norte e Nordeste em 'Batidão Tropical'

>> Gil do Vigor tira o visto americano para cursar PhD na Califórnia

>> Juliette, Anitta e Gil do Vigor aderem aos pedidos de impeachment de Bolsonaro

No programa matinal da Globo, a artista apresentou a "versão light" das músicas do novo álbum Batidão Tropical. Pabllo cantou Ama Sofre e Chora e Triste com T.

Nas letras dos hits, "Piranha" virou "Pabllo" e "Triste com tesão" se transformou em "Nessa solidão". Além das performances, Gilberto trocou elogios com a artista e falou sobre representatividade.

"O que mais me admira nela é a força das letras das músicas, a coragem de dar a cara a tapa. Nós temos medo de nos colocarmos, de nos jogarmos, de ser quem somos, de sair às ruas com orgulho", disse.

"Quando ouço a letra de Indestrutível, quando ela fala que tudo vai ficar bem, dá um conforto. Esse problema de aceitar quem eu era, de entender que não tem problema comigo, que eu não fui feito errado, que Deus não errou, ele me fez perfeito e maravilhoso do jeito que eu sou", observou o economista que, no livro dele, o Tem que Vigorar, dedica um capítulo à cantora.

Vittar pontuou que se tornou fã do ex-BBB assim que o viu no reality e que também tem muita admiração pela mãe dele, a Dona Jacira. Sobre a importância do Dia do Orgulho, ela comentou: "Acho que a caminhada é longa, falta muito para alcançarmos o que queremos. Muita gente perdeu a vida em busca de direitos. Não me entra na cabeça a violência e é importante se falar sempre, em prol de respeito".

"Estamos aqui para sorrirmos, nos regozijarmos e sermos felizes", finalizou Gil.

VEJA O POST DE GIL DO VIGOR:

Comentários

Últimas notícias