LITERATURA

Tadeu Alencar lança livro com artigos publicados no JC

Na próxima quinta-feira (2), ele lançará o livro "Lições de Madrugada", reunindo 66 artigos escritos para este Jornal do Commercio

Bruno Vinicius
Cadastrado por
Bruno Vinicius
Publicado em 28/11/2021 às 8:00
DIVULGAÇÃO
MOMENTO Tadeu Alencar já publicou outros dois livros, mas em nenhum deles havia exercitado seu amor literário, iniciado ainda na infância - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Tadeu Alencar, de 58 anos, nasceu em Juazeiro do Norte, no cariri cearense, mas construiu toda uma vida política em Pernambuco. Formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, tem um currículo extenso no serviço público: foi de bancário no Banco do Brasil a secretário da Casa Civil de Pernambuco. Entretanto, Tadeu - que atua hoje como deputado federal pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) - quer mostrar um outro lado da sua esfera pública. Na próxima quinta-feira (2), ele lançará o livro "Lições de Madrugada", reunindo 66 artigos escritos para este Jornal do Commercio, em mais de uma década como articulista.

O deputado já havia publicado outros dois livros, uma com a dissertação da sua pós-graduação e outra como participante de uma coletânea de outros autores, mas em nenhum deles havia exercitado sua paixão literária. Um apego que ele começou como leitor, ainda em sua infância na região do cariri, em contato com os livros de bolso.

"O ofício de escrever é algo que acompanha desde muito tempo, quando eu estava na adolescência. Quando eu tinha 12, 13 anos... eu comecei a ler os livros de histórias de faroeste, que eram que eram aqueles bolso. Eu lia, as vezes, seis livros por dia. De certa forma, foi um jeito de treinar o raciocínio de uma leitura como um ingrediente de expandir o pensamento. Era uma leitura inclusive que fugia da realidade das pessoas da minha geração, naquele momento no interior", explica o deputado sobre a sua gênese com a literatura.

Ele afirma que essa leitura na adolescência possibilitou uma abertura para outras formas de literatura, inclusive, os grandes clássicos internacionais. "Aquilo ali foi uma porta de acesso à leitura. Eu comecei a valorizar os clássicos da literatura brasileira, como Machado de Assis, Aluísio Azevedo e José de Alencar. E depois passei para a literatura mais universal, como os escritores russos, franceses e alemães", conta Tadeu, que lia os livros sob o forte calor do semiárido cearense.

A proximidade com a literatura

A vida adulta de Tadeu Alencar foi estruturada no Recife. Na época de universitário, ainda não existia um plano de expansão da interiorização do ensino superior e os estudantes do cariri vinham estudar na Capital Pernambucana. Ao passo em que caminhava para a vida política, seus passos com a literatura andavam juntos.

Há 11 anos, enquanto ocupava o cargo de procurador-geral do Estado, foi chamado para ser articulista do JC, a convite do então diretor de Redação, Ivanildo Sampaio. "Ele me convidou para ser articulista do jornal e, imediatamente, eu topei, entregando o primeiro artigo em julho de 2010. A gente tinha combinado para ser vários dias por semana, passando de sexta para o domingo, e depois na quinta-feira", afirma Tadeu Alencar.

Ocupando integralmente o cargo de procurador, Tadeu entregava os artigos sempre um dia antes da publicação, durante as madrugadas. "Em geral, eu só podia começar a escrever a partir das 23h. Eu levava pelo menos umas 4 horas, que ocorriam geralmente nas madrugadas. Então, o livro tem esse nome 'Lições de Madrugada', porque nesse tempo do silêncio e na introspecção da madrugada, eu tinha uma reflexão muito íntimo. São lições que a madrugada traz. Eu escrevia sempre nesse horário, que preenchia um vazio da noite e eu ia construindo nesse silêncio e reflexão", afirma Tadeu.

Durante esse tempo, Tadeu manteve seu vínculo com o jornal, através do então diretor de redação, Laurindo Ferreira, dando uma continuidade a 130 artigos publicados. Durante a pandemia, com a ânsia pela publicação do seu primeiro livro autoral, ele decidiu escolher alguns dos textos e reunir em uma única publicação, resultando no "Lições de Madrugada".

O livro possui 66 artigos. "Esse tempo me deu oportunidade de escrever sobre políticas e o factual, mas também de escrever sobre Pernambuco, o Araripe e o Cariri", pontua Tadeu, que lança sua obra na Livraria Jaqueira, a partir das 17h, no Bairro do Recife. 

Comentários

Últimas notícias