PANDEMIA

"Vocês não sabem como é bom estar de volta", diz Ana Maria Braga ao retornar ao Mais Vocês após covid-19

A apresentadora havia testado positivo para a covid-19

Julianna Valença
Julianna Valença
Publicado em 19/07/2021 às 15:47
Notícia
REPRODUÇÃO/TV GLOBO
Ana Maria Braga voltou ao trabalho após se curar da covid-19 - FOTO: REPRODUÇÃO/TV GLOBO
Leitura:

A apresentadora do programa ‘Mais Você’, Ana Maria Braga, retornou às telas da Rede Globo, nesta segunda-feira (19). A famosa de 72 anos havia sido afastada do programa após testar positivo para a covid-19. Durante o período, o programa foi apresentado por Fabrício Battaglini e Talitha Morete. “Vocês não sabem como é bom estar de volta”, afirmou Ana Maria Braga.


 


A infecção de Ana Maria Braga foi anunciada no último dia 5 de julho, data em que a apresentadora entrou ao vivo no programa Mais Você, direto do hospital. Desde então, a apresentadora vinha se recuperando em casa, mas não passou por grandes complicações.


A apresentadora já recebeu as duas doses do imunizante com a covid-19 e aproveitou o seu retorno para falar sobre a vacina. “Aprendi muito. Essa é a prova de que a vacina não impede que a pessoa pegue a Covid, mesmo vacinada. Mas também é a prova de que é importantíssimo a gente se vacinar. Se eu não tivesse me vacinado, quem não se vacinou, muito provavelmente, sofre um perigo grande”, afirmou.


Para o discutir o assunto, a pneumologista Elnara Negri foi convidada para o programa. Segundo Ana Maria, Elnara contribuiu com sua recuperação e chegou até a levar remédios na sua casa.


A médica explicou sobre a ação da imunizante no organismo das pessoas, principalmente os pacientes de risco. “Quando você toma vacina, está protegendo você e os outros. E a pessoa vai ter uma doença muito mais leve. A Ana Maria, por exemplo, é uma paciente de risco pelas comorbidades que ela tem. Como ela tomou a vacina, teve um quadro leve. É isso que a gente tem observado: mais gente vacinada no país, menor procura por UTIs e muito menor a incidência de casos graves”, afirmou a especialista.


“Todas as vacinas são eficazes em prevenir os casos graves. E todas elas têm sido demonstradas com eficácia para novas variantes também”, completou a pneumologista.

Comentários

Últimas notícias