ferramenta

15 anos de Google no Brasil: veja trajetória e impacto da empresa no público

Relembre grandes novidades do Google e saiba o que pensam os brasileiros sobre os serviços da marca

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 06/08/2020 às 9:32
Notícia

PIXABAY
97% dos entrevistados acham a ferramenta do google útil e 83% dizem que ela melhorou muito suas vidas para resolver tarefas e encontrar informações - FOTO: PIXABAY
Leitura:

Você provavelmente já deve ter feito uma pergunta a alguém e escutado como resposta “procura no google”. Não é à toa. Segundo pesquisa feita pelo Google em parceria com a empresa Kantar, 97% dos entrevistados considera útil a ferramenta de busca e 83% dizem que ela melhorou suas vidas para resolver tarefas e encontrar informações. Esses números fazem parte dos 15 anos de história da empresa no Brasil, comemorados em julho deste ano. O Google levantou uma pesquisa online com 1.100 pessoas por todo o país. Mas, antes de olhar os dados da pesquisa, vale relembrar grandes ferramentas e novidades do Google que fizeram a empresa ter grande impacto no público brasileiro.

Trajetória do Google

A trajetória do Google começou em 20 de julho de 2005, mas seus primeiros feitos de reconhecimento nacional tiveram início em 2007. Neste ano, a empresa lançou a versão local do Google Maps que, sem dúvidas, é uma "mão na roda" para diversos brasileiros. Nela é possível localizar endereços e milhares de estabelecimentos comerciais, além de traçar rotas para descobrir a melhor forma de chegar a um lugar. Também em 2007, o Google lançou a versão em português do YouTube. A plataforma não é só a maior para a reprodução de vídeos - e hoje em dia apresenta também streaming de música e versão premium - como virou meio de pagar as contas de diversos produtores de conteúdo.

Reprodução/Google Maps
É possível procurar endereços e traçar rotas com a ferramenta - Reprodução/Google Maps

Dois anos depois, em 2009, chegaram ao Brasil os primeiros telefones Android, o sistema operacional móvel que também é do Google. A democratização do acesso do brasileiro à internet na última década pode ter forte vínculo com o sistema: para aqueles que acessaram a internet pela primeira vez via um smartphone, 85% o fizeram com um telefone Android, relata outra pesquisa do Google realizada em 2018. Atualmente, os telefones com esse sistema operacional existem em larga escala para diversos públicos.

 >>Xiaomi Redmi 9: conheça novo smartphone lançado no Brasil com câmera quádrupla e bateria que dura até dois dias

Já em 2010, foi a vez do lançamento do Google Street View no Brasil. O país foi o primeiro da América Latina a ser contemplado pelo serviço. No início, quem acessava o Google Maps podia passear virtualmente por 51 cidades brasileiras. O objetivo era mapear todo o Brasil e a empresa parece ter chegado perto disso. Em 2020, dificilmente você não conseguirá ter a visão panorâmica em 360º graus do local que você procurar na plataforma.

REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS
O posto volante de vacinação contra Influenza ficará na orla de Olinda, próximo à praça do antigo quartel do Exército - REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS

Em 2014, a o país recebeu o primeiro hardware do Google, o Chromecast. O aparelho permite levar o entretenimento online favorito para sua TV: filmes no Google Play, seriados no Netflix, vídeos do Youtube ou o melhor do jogo em um canal como o Esporte Interativo. No mesmo ano, o Brasil também sediou a Copa do Mundo (e viveu o inesquecível 7x1). Por causa do evento, o Street View liberou uma ferramenta especial na qual os brasileiros podiam visitar as ruas coloridas do País e o interior dos estádios.

Seguindo com a cronologia, a chegada do Google Assistente em português brasileiro marcou o ano de 2017. O smartphone que tem a opção consegue realizar atividades mais complexas a partir de comandos de voz ou da interação do usuário por meio de texto. Ainda no mesmo ano, chegou o Google Pay, chamado à época de Android Pay, permitindo aos usuários utilizarem o próprio aparelho para realizar pagamentos tanto em lojas online quanto físicas, desde que as máquinas de cartão tenha suporte à tecnologia NFC.

Mais recentemente, no final do ano passado, chegou ao País o Google Nest Mini, uma caixa de som inteligente do Google que se destaca pela compatibilidade com a Google Assistente. O aparelho permite usar comandos de voz em português para interagir com a assistente virtual e funciona como uma central de controle para a casa conectada. Em 2020, com a pandemia, a empresa tem ajudado a desenvolver um painel colaborativo de busca sobre a covid-19.

Outra tradição que percorre todos os anos são os Doodles. Muitas vezes eles são homenagens ao Brasil e a suas personalidades, festejos, música ou literatura. Outras formas de homenagens foram a visita virtual ao Museu Nacional, no Rio de Janeiro, com imagens captadas antes do incêndio em 2018 e a maior coleção já reunida sobre o pintor Cândido Portinari, estando ambas disponíveis no Google Arts & Culture.

Pesquisa sobre os 15 anos

Com seus diversos produtos e serviços, o Google contribui positivamente para a sociedade nos últimos 15 anos. Pelo menos é o que pensam 81% dos entrevistados da pesquisa com a Kantar. Segundo o levantamento, os cinco produtos que mais ajudaram os brasileiros, além da Pesquisa do Google, o Youtube, o Gmail, Chrome e Tradutor. No entanto, com a chegada da pandemia, outros produtos tiveram destaque, o Google Meet, que cresceu 78%, o Google Duo, 67%, e o Google Classroom, 44%, que passaram a ajudar ainda mais os brasileiros nesse cotidiano de isolamento social.

Ainda, para 93% dos entrevistados, suas vidas melhoraram principalmente em relação a opções de entretenimento (música, filmes, vídeos, livros, exposições), desde que começaram a usar o Google. 64% dizem que os produtos do Google as ajudam a aproveitar a vida. Além da lupa, o Google Tradutor também se mostrou importante. Para 95% das pessoas entrevistadas, quando precisam traduzir algo, a primeira ação é usar a ferramenta.

Foto: Reprodução/Google
Comparativo entre os produtos mais usados no cotidiano e durante a pandemia do coronavírus - Foto: Reprodução/Google

O google também não ficou para trás como meio para o conhecimento. Nove em cada dez brasileiros dizem que a empresa os ajuda a aprender sobre diversos assuntos. Oito em cada dez acreditam que o Google ajuda a complementar os estudos e/ou esclarecer as suas dúvidas e as dos filhos, e que a empresa torna a educação mais acessível e democrática. A forma em que isso acontece também foi um destaque: 79% acreditam que o Google torna a educação mais colaborativa e produtiva.

No universo do trabalho, para 79% dos entrevistados, a marca tornou o trabalho mais colaborativo e produtivo, sendo a mesma porcentagem dos que acreditam que o Google ajuda as pessoas a aumentarem suas habilidades e melhorarem suas carreiras. Ainda, 85% das pessoas dizem que a empresa mostrou que é possível estudar ou trabalhar juntos mesmo à distância, o que ganhou força com o isolamento social. Entre os produtos que ajudam nesse segmento estão o Gmail, o Google Drive e o Google Meet. Cerca de 85% das pessoas acreditam que a produtividade e a colaboração aumentaram com o uso dos três produtos durante a pandemia.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias