TECNOLOGIA

Magazine Luiza compra tecnologia de startup pernambucana

Nesta quinta-feira (6), varejista anunciou duas aquisições que devem alavancar seus serviços de publicidade digital

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 06/08/2020 às 9:44
Notícia

Foto: Marcelo Aprígio/JC
O Magazine Luiza viu o investimento de anos no e-commerce dar frutos neste momento de crise - FOTO: Foto: Marcelo Aprígio/JC
Leitura:

Para aumentar a audiência e eficácia de sua ferramenta de anúncios online, o Magalu Ads, a Magazine Luiza confirmou nesta quinta-feira (6) duas compras no universo do marketing digital e comunicação. A empresa adquiriu o site de conteúdo sobre tecnologia Canaltech e a plataforma de mídia online desenvolvida pela startup pernambucana Inloco, que já havia recebido investimento da Unbox Capital, braço da investimentos da família Trajano, que comanda a Magalu. 

Com a aquisição do Canaltech, a Magalu passa a contar com uma audiência de 24 milhões de visitantes únicos, 2,5 milhões no canal do Youtube, além de 792 mil seguidores nas redes socias. Juntos, os canais digitais de Magalu, Netshoes, Zattini, Estante Virtual, Época e, agora, Canaltech, somam 210 milhões de visitas mensais, segundo a ferramenta de medição Similarweb. No total, serão cerca de 80 milhões de visitantes únicos. 

Com essa grande vitrine, monetizar os anúncios de parceiros e fornecedores é um novo modelo de negócio a ser explorado pela empresa. Os parceiros poderão expor seus produtos nos sites do próprio Magazine Luiza, da Netshoes, da Zattini e do Canaltech por meio de e-commerce content e de publicidade nativa, usando o Magalu Ads.

Para garantir a eficiência da publicidade, a solução de localização da pernambucana Inloco será fundamental, já que o vendedor poderá oferecer seus produtos para clientes que estejam próximos de sua região, reduzindo custos de frete e prazos de entrega. 

O serviço de publicidade baseado na geolocalização também deverá ajudar as pequenas empresas, com a captação de clientes para as lojas físicas. 

Os valores das duas transações não foram informados.

 

Inloco e Magalu

Saindo aos poucos do negócio de mídia e avançando sobre o mercado de segurança digital e autenticação, a Inloco passou este ano a liberar uma versão gratuita da sua tecnologia de publicidade por geolocalização. Com a Magazine Luiza é esperado para o Recife a instalação do Luiza Labs, centro de pesquisa que usará conhecimento e pessoal da In Loco para evoluir soluções voltadas à publicidade online aliada à geolocalização. 

Com a aquisição, uma equipe de 12 desenvolvedores e especialistas que atuavam nessa divisão na Inloco passarão a compor o time do MagaluAds.

"As transações marcam a entrada do Magalu no segmento de publicidade online, combinando a
geração de conteúdo e audiência com a plataforma para comercialização de mídia digital. Por meio do
MagaluAds, será possível ampliar a divulgação de milhões de produtos disponíveis na plataforma do
Magalu, além de monetizar a sua forte audiência", diz a Magalu em comunicado. 

A entrada do Magalu no mercado de ads também fortalece a estratégia de superapp da empresa. Segundo a consultoria americana eMarketer, em 2020, dois terços de todo o investimento mundial em publicidade programática serão destinados a anúncios para celular. E, de acordo com estudo da agência americana de publicidade Adyoulike, o mercado global de publicidade nativa deve crescer 372%, entre 2020 e 2025 - passando dos atuais 85,8 bilhões para 402 bilhões de dólares.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias