Logística

Malha viária da Paraíba atrai investimento pernambucano

Formado por um grupo de 33 empresários e investidores pernambucanos, Yachin investe R$ 55 milhões na ampliação de seu condomínio logístico no município de Conde (PB)

Leonardo Spinelli
Leonardo Spinelli
Publicado em 24/11/2020 às 16:35
Notícia

DIVULGAÇÃO
A Yachin já atende a uma Central de Distribuição do Big Bompreço e outros clientes como o Mercado Livre, transportadoras e empresas especializadas no chamado last mile - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A proximidade com a fábrica de automóveis do Grupo FCA na Mata Norte de Pernambuco e uma melhor infraestrutura de rodovias atrai cada vez mais investimentos para o lado de lá na divisa com a Paraíba. O grupo Yachin é um dos que enxerga novas possibilidades. Formado por um grupo de 33 empresários e investidores pernambucanos, a empresa investe R$ 55 milhões na ampliação de seu condomínio logístico no município de Conde (PB), a 14 quilômetros de João Pessoa.

"A infraestrutura de transporte da Paraíba é melhor. Pernambuco parou no tempo. Não temos o Arco Metropolitano, perde-se muito tempo. Várias empresas estão indo para a Paraíba porque não consegue se deslocar no Estado", diz o presidente do Conselho de Administração e diretor comercial da Yachin, Jorge Figueiras. "Percebemos a precariedade de Pernambuco e estamos indo para um estado próximo a uma distância que não faz muita diferença", disse.

A ideia é atrair novas empresas para o centro de logística da Yachin no Conde. Hoje, a estrutura do local conta com galpões em 22 mil metros quadrados de área. Com os novos investimentos, o espaço passará a ter 30 mil metros quadrados.

"São galpões de primeira linha com sistema de cross docking, entra por um lado e sai pelo outro, com sprinklers de combate a incêndio automático. Enfim, vamos alugar os espaços para empresas e transformar a região do Conde na Cajamar do Nordeste", afirma. Cajamar é um município da Região Metropolitana de São Paulo que se tornou um hub logístico.

RAIO

A Yachin já atende a uma Central de Distribuição do Big Bompreço e outros clientes como o Mercado Livre e transportadoras e empresas especializadas no chamado last mile, que fazem a distribuição de produtos comprados pela internet. "Estamos numa região de influência do Polo Automotivo de Goiana e atingimos 70% do PIB do Nordeste num raio de 500 quilômetros, atendendo Pernambuco, Alagoas, Maranhão..." , exemplifica.

Apesar de ter escolhido a Paraíba pela melhor estrutura viária, o executivo não considera a região do Conde, próxima ao Porto de Cabedelo, como uma concorrente de Suape. "É complementar", diz. "Na logística existe uma malhar que ajuda o todo. Parte pode vir por Suape e outra por Cabedelo, são mais opções é o ganha-ganha, não é divisão", salienta.

Figueiras, no entanto, entende que a questão viária poderá ter impacto numa concorrência. "A Vivix ( do polo automotivo) hoje importa pelo Porto de Suape, mas se tiver uma estrutura melhora na Paraíba, ela pode fazer isso através de Cabedelo", calcula.

O Grupo Yachin reúne 33 sócios, executivos e empresários que se juntaram no setor de construção civil em empreendimentos habitacionais ligados ao Minha Casa, Minha Vida. "Depois disso nos juntamos para ter uma receita recorrente mensal e formamos a Yachin, que significa aluguel em japonês", diz Figueiras. A primeira etapa do centro logístico da Yachin foi completado em 2017, com investimentos de R$ 55 milhões e agora o grupo investe a mesma quantia para dobrar o potencial da área em até dois anos.

A expectativa do grupo é gerar um retorno de 8% mais IPCA ao ano, "uma taxa que já estamos performando", salienta.

 

Comentários

Últimas notícias