Energia

Shell vence chamada pública para fornecer gás natural à Copergás em 2022 e 2023

Com a abertura do mercado de gás no Brasil, a Shell será uma das empresas supridoras de gás natural em pernambuco. Antes, a Petrobras era a única fornecedora

JC
JC
Publicado em 17/12/2020 às 17:42
Notícia

DIVULGAÇÃO
MERCADO Shell venceu chamamento da Copergás e atuará em 2022 e 2023 - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A Shell, uma das maiores empresas de energia do mundo, venceu o processo de chamada pública realizado pela Companhia Pernambucana Pernambucana de Gás (Copergás) e será uma das supridoras de gás natural no Estado em 2022 e 2023. Com a iminente flexibilização do mercado de gás no País, a Petrobras deixará de ser a única fornecedora e passará a competir com outros grupos.    

O edital da Copergás foi lançado em 17 de setembro, com o objetivo de diversificar os supridores do combustível e buscar preços mais competitivos, favorecendo o mercado em geral e os consumidores finais. Oito empresas se inscreveram, apresentando 18 propostas. No dia 26 de outubro, seis delas foram habilitadas para continuar na seleção. Na etapa seguinte, o grupo foi reduzido para quatro empresas e definida a vencedora. Agora, Copergás e Shell avançam para as etapas de aprovações internas e negociação do contrato. 

“Este resultado mostra a Copergás sintonizada com as mudanças em desenvolvimento no setor e preocupada em propiciar melhores condições mercadológicas para os usuários do gás e para o desenvolvimento do Estado de Pernambuco”, diz o presidente da Copergás, André Campos.

O resultado da chamada pública, divulgado nesta quinta-feira (17) acontece num momento em que o setor do gás natural encontra-se sob a perspectiva de abertura, com a provável aprovação da nova Lei do Gás, em tramitação no Congresso Nacional. 

Segundo a Copergás, no geral, a quantidade e a qualidade das ofertas deixou a companhia satisfeita com o resultado do processo. “Foi um processo muito criterioso em todas as etapas, que levou em conta a competitividade, segurança operacional e maturidade das propostas”, observa o diretor técnico-comercial Fabrício Bomtempo.

Depois de celebrado o contrato, a Shell vai ficar responsável pelo suprimento de 750 mil m³/dia em 2022, e 1.000 m³/dia em 2023. Os volumes faziam parte do primeiro lote de contratação previsto no edital.

MERCADO

O interesse despertado pela chamada pública entre empresas supridoras é indicativo da importância da Copergás no mercado nacional de gás natural. Presente em 28 municípios do Estado, com uma rede que já se aproxima de 1.000 km de gasodutos e distribuição de cerca de 1,6 milhão de metros cúbicos de gás natural por dia, a companhia tem mais de 50 mil clientes nos segmentos industrial, comercial, residencial, veicular e de cogeração de energia.

Em 2020 investiu cerca de R$ 60 milhões e no próximo ano a expectativa é ampliar a aplicação de recursos e acelerar o ritmo das obras. Um dos planos para 2021 é a expansão do gás natural para Petrolina, no Sertão, e Garanhuns, no Agreste. A expectativa é entregar o gás natural liquefeito (GNL) por caminhão, em parceria com a gigante Golar Power. 

Comentários

Últimas notícias