BENEFÍCIO

Fernando Bezerra Coelho afirma que MP sobre novo auxílio emergencial será enviada ao Congresso nesta semana

Segundo o líder do governo no Senado, os parlamentares irão "trabalhar em um programa de proteção social robusto, que atenda às parcelas mais vulneráveis da população"

JC Estadão Conteúdo
JC
Estadão Conteúdo
Publicado em 16/03/2021 às 21:49
Notícia
Bobby Fabisak/JC Imagem
A informação foi confirmada pelo senador nesta terça-feira (16) - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O senador e líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que a medida provisória (MP) sobre o novo auxílio emergencial será enviada ao Congresso Nacional até o final desta semana. A informação foi confirmada ao jornal Valor Econômico nesta terça-feira (16).

>> Congresso promulga PEC Emergencial, que destrava novo auxílio emergencial

>> Às vésperas da retomada do auxílio emergencial, nascidos em fevereiro podem atualizar dados no Caixa Tem

>> Bolsa Família começa pagamento na quinta, mas novo auxílio emergencial só a partir de 16 de abril. Veja as novidades

>> Auxílio emergencial: saiba os valores das parcelas da nova rodada

Pelo Twitter, também nesta terça, FBC disse que os parlamentares irão "trabalhar em um programa de proteção social robusto, que atenda às parcelas mais vulneráveis da população". "Faremos isso com responsabilidade, dentro do teto de gastos", completou o senador.

Segundo o líder do governo, "com a Reforma da Previdência e a PEC Emergencial, conseguimos reduzir as principais despesas públicas". A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial, que possibilita a retomada do pagamento do auxílio, foi promulgada pelo Congresso Nacional nessa segunda-feira (15), e está limitada a R$ 44 bilhões, por meio de crédito extraordinário, fora do teto de gastos, da regra de ouro e da meta de resultado primário.

Segundo apurou o jornal O Estado de S.Paulo, a nova rodada de pagamento irá variar entre R$ 150 e R$ 375. Cerca de 20 milhões de famílias (43%), incluídas na categoria "unipessoal", isto é, composta por apenas uma pessoa, receberão R$ 150.

Outras 16,7 milhões de famílias têm mais de um integrante e vão receber R$ 250. Já a maior cota, de R$ 375, deve ser paga a cerca de 9,3 milhões de mulheres que são as únicas provedoras de suas famílias. O pagamento das novas parcelas do auxílio está previsto para começar em abril.

Comentários

Últimas notícias