CAGED

Para Guedes, reação à segunda onda da pandemia foi a criação de 184 mil novos empregos

"O último setor da economia que estava no chão se levantou", completou o ministro da economia

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/04/2021 às 12:16
EDU ANDRADE/ASCOM ME
Paulo Guedes que criar uma espécie de juizado de pequenas causas deixando de atender uma demanda judicial sempre que ultrapassar R$ 66 mil. - FOTO: EDU ANDRADE/ASCOM ME
Leitura:
O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou nesta quarta-feira (28) que o Brasil já ultrapassou o nível de emprego formal que pré-pandemia. O mercado de trabalho formal brasileiro registrou um saldo positivo 184.140 carteiras assinadas em março, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No acumulado dos três primeiros meses de 2021, o saldo é positivo em 837.074 vagas.
"Excelentes notícias novamente no front da economia. Todos os setores e regiões criaram empregos. Ao contrário da primeira onda que nos atingiu ano passado e destruiu 276 mil empregos em março, a nossa reação à segunda onda foi a criação de 184 mil novos empregos no setor formal", afirmou o ministro da Economia.
Guedes destacou que o setor de serviços, que havia sido fortemente golpeado pela pandemia, foi o grande destaque com a criação de 95.553 postos formais. "O último setor da economia que estava no chão se levantou", completou.

Últimas notícias