AVIAÇÃO

Vacinação reflete no aumento do número de voos domésticos, diz associação das empresas aéreas

Malha aérea doméstica mostrou sinais de retomada em maio e já registra 43% do número de voos que havia antes da pandemia

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 17/05/2021 às 15:57
Notícia
Foto: Divulgação
Avião da empresa Itapemirim que vai passar a oferecer voos comerciais este mês de maio - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

A malha aérea doméstica registra, em maio, sinais de leve retomada, com média de 1.046 partidas por dia, ou o equivalente a 43,4% da oferta de voos na primeira semana de março de 2020, antes das medidas de isolamento social e fechamento de fronteiras por causa do novo coronavírus. Esse resultado mostra uma desaceleração da queda registrada em abril, quando foram operadas 854 decolagens diárias, ou 35,6% da oferta regular. O crescimento é de 7,8 pontos percentuais.

“Esse resultado mostra o reflexo positivo da vacinação para a leve recuperação da demanda por viagens aéreas domésticas na comparação de maio com abril. É importante lembrar, porém, que o severo impacto da pandemia na aviação ainda faz com que seja necessária a manutenção de medidas emergenciais para que possamos retomar a operação aérea de forma sustentável ao longo do tempo”, afirma o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz.

NÚMEROS

A partir de maio de 2020, as empresas aéreas nacionais começaram a registrar uma retomada gradual da operação, alcançando o pico de 1.798 decolagens diárias em janeiro de 2021, ou 75% da oferta diária de partidas em relação ao início de março de 2020. O agravamento da pandemia impactou a quantidade de voos em fevereiro, quando a média diária recuou para 1.469, o que equivale a 61,2% da malha aérea pré-crise. Em março, a oferta diária de voos domésticos teve novo recuo, com 1.177 decolagens, ou 49% da oferta regular de voos.

ITAPEMIRIM

A Itapemirim Transportes Aéreos (ITA), companhia aérea do Grupo Itapemirim, recém-certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), abrirá a venda de passagens aéreas na próxima sexta-feira, dia 21 de maio. O voo inaugural da companhia está agendado para o dia 29 de junho de 2021, com renda revertida para instituições beneficentes, e o início dos voos comerciais para o dia subsequente, 30 de junho. As passagens poderão ser adquiridas pelo site https://www.voeita.com.br e agências de viagens.

Em sua estreia no mercado aéreo doméstico, a ITA estará presente em oito cidades brasileiras, são elas: Belo Horizonte-Confins (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA), Rio de Janeiro-Galeão (RJ), Salvador (BA) e São Paulo-Guarulhos (SP).

As capitais Recife (PE), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Vitória (ES) e Natal (RN) serão somadas à malha a partir do dia 1 de agosto de 2021. Até junho de 2022, a companhia pretende ampliar a sua cobertura e chegar a 35 destinos no Brasil

 

Comentários

Últimas notícias