FAZER O BEM

Quem está declarando o IR, pode doar uma parte para um projeto social; confira como

Contribuintes podem doar até 3% do imposto devido a uma entidade ou projeto social. A Prefeitura do Recife tem a plataforma Quero Impactar que aceita doações realizadas online

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 19/05/2021 às 14:58
Notícia
PAULO DANIEL/JC IMAGEM
O Hospital do Câncer já recebeu R$ 5 milhões via a Plataforma Quero Impactar no exercício 2019/2020, segundo informações da Prefeitura do Recife - FOTO: PAULO DANIEL/JC IMAGEM
Leitura:

Nestes últimos dias de acertar as contas com o Leão, os contribuintes podem optar por doar uma parte do Imposto de Renda (IR) devido a instituições que dão assistência a milhares de pessoas, como é o caso do Hospital do Câncer. Se você não sabe como fazer isso, uma das opções pode ser o Programa Quero Impactar, da Prefeitura do Recife, que já beneficiou cerca de 260 mil pessoas assistidas por projetos sociais na cidade. É uma plataforma web de financiamento coletivo online e 100% gratuita, em que os contribuintes podem doar parte do Imposto de Renda, até o limite de 3%, para uma entidade ou projeto social apoiados pela ação. As pessoas físicas têm até o dia 31 deste mês para fazerem a declaração do Imposto de Renda. 

>> Cerca de 12 milhões de pessoas ainda não enviaram declarações do Imposto de Renda

A plataforma permite as doações por meio do site Quero Impactar (https://queroimpactar.recife.pe.gov.br/). Podem doar pessoas físicas, que fazem a declaração do IR (no modelo completo), e jurídicas as quais podem destinar até 1% do imposto devido, tributados pelo regime de lucro real. No próprio site do Quero Impactar, o doador pode gerar o boleto de pagamento e escolher qual instituição, projeto ou ação quer ajudar. O contribuinte também pode escolher doar diretamente para os Fundos Municipais da Criança e do Adolescente ou da Pessoa Idosa.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael Dubeux, "vários benefícios são gerados para a cidade: movimentamos a economia, fazendo com que os valores de tributos dos recifenses circulem dentro do território, apoiando instituições que fazem um trabalho sério para população, além de empreendedores sociais que conseguem tocar seus projetos", aponta o secretário. A plataforma Quero Impactar foi desenvolvida pela Prefeitura do Recife e é coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação(Sdecti), com apoio da Emprel.

BALANÇO

Desde 2019, a plataforma já arrecadou mais de R$ 15,3 milhões e até agora foram apoiados 31 projetos de entidades como Hospital de Câncer de Pernambuco(HCP), Imip, Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer(GAC/Recife), Projeto Navegar é Preciso e o Recife Bom de Bola (maior campeonato de futebol de várzea do mundo, com 500 times), beneficiando uma média de 260 mil pessoas. O Hospital do Câncer, por exemplo, já recebeu R$ 5 milhões, a quantia foi destinada à aquisição de remédios quimioterápicos e materiais médicos para 10 mil pacientes oncológicos idosos, além da abertura de leitos de UTI para pacientes idosos com Covid-19, que ficaram separados dos locais onde estão sendo tratados os pacientes oncológicos.

Também podem participar da plataforma projetos ligados aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente (Lei Nº 8.069/90 / Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA), projetos culturais e artísticos (via Lei Rouanet / Lei Nº 8.313/91), empreendimentos beneficiados pela Lei Nº 12.213/2010, de Amparo ao Idoso, Lei Nº 11.438/06, de Incentivo ao Esporte, juntamente com o Decreto Nº 6.180/07, que estabelece critérios de seleção de projetos desportivos e paradesportivos aprovados previamente pelo Ministério da Cidadania (que engloba Secretaria Especial do Esporte) envolvendo atividades de desporto educacional, de participação ou rendimento.

 

Comentários

Últimas notícias