PORTARIAS

Concursos da Polícia Civil de Pernambuco e da Polícia Científica têm comissões modificadas

As atualizações foram oficializadas no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (9)

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 09/07/2021 às 7:25
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em maio de 2021, a administração estadual anunciou a convocação de 60 concursados para os cargos de delegado da Polícia Civil e 95 para compor a Polícia Científica - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

As Secretarias de Administração (SAD) e Defesa Social (SDS) de Pernambuco divulgaram no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (9), uma modificação nas comissões responsáveis por acompanhar os concursos da Polícia Civil e da Polícia Científica. As atualizações foram oficializadas por duas portarias conjuntas das duas secretarias. Segundo o documento, as mudanças nas composições dos grupos são necessárias por causa das movimentações de pessoal ocorridas nas respectivas corporações.

Ambos concursos foram realizados em 2016. Para a Polícia Civil foram oferecidas 650 vagas, sendo 100 para o cargo de delegado, 50 para escrivão e 500 para agente de polícia. As remunerações chegavam a R$12.229,81, já contando com as gratificações.

No caso da Polícia Científica, foram 316 oportunidades, das quais, 40 eram destinadas ao cargo de médico legista (40), 56 para perito criminal, 51 para perito papiloscopista, 73 para auxiliar de legista e 96 auxiliar de perito. Nesse caso, os vencimentos chegavam a R$9.069,81.

Para se candidatar a uma vaga na carreira era exigido o nível superior e a CNH na categoria B.

Novas composições

Segundo as portarias da SAD e SDS, participam da comissão organizadora de ambos concursos os servidores Heliane Lucia de Lima (presidente); Leonardo Henrique Fernandes Bezerra e o Coronel da PM Ivanildo Cesar Torres de Medeiros.

No caso da Polícia Civil, ainda participam o advogado Mauricio Bezerra Alves Filho; e os delegados Benedito Anastácio de Oliveira, Jéssica Mariana Japiassu e Luciana Nogueira Moreno. Já a comissão do concurso da Polícia Científica é complementada pela gerente geral da corporação, Sandra Maria dos Santos; e pelos peritos criminais Vânia Lima da Silva e João César Ferreira de Araújo.

Concursos prorrogados

Em dezembro de 2019 os concursos forma prorrogados por mais dois anos. Desta forma, o prazo de seleção dos concursos permanecerá válido até janeiro de 2022, desta vez sem possibilidade de nova prorrogação. Assim, a partir de fevereiro do próximo ano, caso sejam necessários mais policiais civis ou científicos, o governo de Pernambuco precisará lançar um novo certame.

Em maio de 2021, a administração estadual anunciou a convocação de 60 concursados para os cargos de delegado da Polícia Civil e 95 para compor a Polícia Científica. “Nossa intenção é iniciar os cursos de formação nos próximos 30 dias. A maioria dos profissionais deve estar reforçando o Pacto pela Vida ainda em 2021. Ano que vem, serão convocados mais 840 profissionais”, frisou o governador Paulo Câmara (PSB). 

No fim de 2017, Câmara chegou prometeu realizar anualmente concursos para as polícias, a fim de que não houvesse defasagem no futuro, em decorrência dos servidores que se aposentam. “Vamos seguir aquilo que a boa técnica exige: profissionais de segurança responsáveis, que têm o compromisso com a segurança pública e que vão nos ajudar a diminuir os índices da violência no nosso Estado”, disse o mandatário em uma cerimônia de conclusão do Curso de Formação da PM. No entanto, novas seleções não foram realizadas desde 2016.

Comentários

Últimas notícias