IMPOSTO DE RENDA

Receita Federal está atrás de quem errou declaração de Imposto de Renda; veja se você está entre os mais de 32 mil que devem fazer retificadora

Os 32.852 contribuintes nos estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte que receberam as cartas devem providenciar as correções na declaração do tributo

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 20/07/2021 às 15:54
Notícia
NE10
A Receita Federa mandou cartas a mais de 32 mil contribuintes em quatro Estados, incluindo Pernambuco, alertando para correções a serem feitas pelos contribuintes - FOTO: NE10
Leitura:

A Receita Federal encaminhou cartas com alertas sobre inconsistências nas declarações de imposto de Renda de 32.852 contribuintes. O objetivo é avisar aos contribuintes que, em caso de erro na declaração apresentada, este é momento para providenciar a correção, enviando uma declaração retificadora.

>> Mudanças no IR não vão diminuir a desigualdade, dizem especialistas

Regularizando a declaração antes de ser intimado ou notificado pela Receita Federal, o contribuinte evita a autuação e cobrança de multas. Depois de receber intimação ou notificação, não é mais possível corrigir a declaração apresentada.  Essas necessidades de retificações são de declarações feitas nos estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte

A declaração retida em malha é aquela que apresenta ‘pendência no extrato’. Para saber a situação da declaração de imposto de renda (DIRPF)2021 apresentada à Receita Federal, é necessário consultar o extrato do processamento da declaração, no serviço ‘Meu Imposto de Renda’, disponível no e-Cac. Não é necessário comparecer às unidades da Receita Federal.

É importante verificar se todos os valores declarados estão corretos e se há documentação que comprove o que foi declarado. Além das pendências de malha, no menu ‘Meu Imposto de Renda’ é possível verificar informações sobre restituição, pagamentos de cotas, débitos em aberto e as informações de exercícios anteriores.

CARTAS

O Projeto Cartas 2021.começou mais cedo neste ano. As mais de 32 mil cartas foram enviadas entre os dias 09 e 12 do mês de julho para os estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Em anos anteriores, essas cartas eram enviadas nos meses de setembro e outubro. A iniciativa faz parte das ações institucionais da Receita Federal para incentivar a autorregularização, ou seja, a abertura de oportunidades para que o contribuinte possa resolver suas próprias pendências, evitando a cobrança de multas.

 

Comentários

Últimas notícias