recursos

Saque FGTS Calamidade: moradores de três municípios de Pernambuco podem sacar até R$ 6.220,00; veja como

Áreas atingidas pelas chuvas em Pernambuco têm saque calamidade do FGTS liberado

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 22/06/2022 às 11:09 | Atualizado em 22/06/2022 às 11:11
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Aplicativo do FGTS pode ser utilizado para consultar extrato das contas no fundo - FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

A Caixa Econômica Federal está liberando, aos poucos, o saque calamidade do FGTS para moradores de cidades atingidas pelas chuvas em Pernambuco.

Até esta quarta-feira (22), o saque de até de R$ 6.220 do FGTS havia sido liberado para moradores do Recife, Jaboatão dos Guararapes e Timbaúba.

Para fazer o saque calamidade do FGTS, é preciso que o trabalhador more em endereços atingidos pelas chuvas identificados pela Defesa Civil municipal.

A solicitação à Caixa deve ser feita através do aplicativo do FGTS, disponível para download gratuito nas plataformas digitais (Android e IOS). Para sacar o valor, é preciso ter saldo positivo na conta do fundo e não ter realizado saque pelo mesmo motivo em um período inferior a 12 meses.

O pedido deve ser feito no aplicativo do FGTS na opção "Meus Saques", no celular. No momento de registro da solicitação, é possível indicar uma conta da Caixa, inclusive a poupança digital Caixa Tem, ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem custo. Não é preciso ir a uma agência.

Será preciso encaminhar alguns documentos no momento da solicitação do saque calamidade [veja no fim da matéria].

É necessário também se atentar para o prazo de solicitação do saque calamidade do FGTS. A data limite é 28 de agosto para os moradores das três cidades pernambucanas.

Como solicitar o saque FGTS calamidade

  • Realizar o download do app FGTS e inserir as informações de cadastro; ir na opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque — Calamidade pública” — acessar a cidade;
  • Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade, comprovante de residência em nome do trabalhador, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade;
  • Selecionar a opção para creditar o valor em conta CAIXA, inclusive a Poupança Digital CAIXA Tem, ou outro banco e enviar a solicitação;

O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Informações sobre a documentação

  • Carteira de Identidade — também são aceitos carteira de habilitação e passaporte;
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade.
  • Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

Para mais informações, os trabalhadores podem acessar o site da CAIXA ou entrar em contato com a CAIXA pelo Fale Conosco 0800 726 0207.

Comentários

Últimas notícias