Solidariedade

Times brasileiros cedem estruturas para tratamento do coronavírus

Em Pernambuco, o Náutico comunicou nesta quinta-feira que colocou à disposição do Governo de Pernambuco o CT Wilson Campos

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 20/03/2020 às 0:19
Notícia
DIVULGAÇÃO
As instalações do CT da Cotia são usadas pelas categorias de base do São Paulo - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Além do Náutico, em Pernambuco, outros clubes do Brasil colocaram à disposição as estruturas para tratamento da pandemia do novo coronavírus. No Nordeste, o Bahia também tomou iniciativa semelhante ao Timbu. O Tricolor de Aço colocou o Fazendão, um dos centros de treinamentos, à disposição do Estado. O Cruzeiro, Athletico-PR, São Paulo, Santos e Corinthians foram outras equipes brasileiras que tiveram a mesma atitude. Todos os clubes paralisaram as atividades no começo dessa semana.

LEIA MAIS

Náutico disponibiliza estrutura do CT Wilson Campos ao Estado para tratamento do coronavírus

Goleiro do Sport, Luan Polli compartilha treino em casa durante paralisação devido ao coronavírus

Ibrahimovic lança fundo para ajudar hospitais na luta contra o coronavírus

Grupo interno do Santa Cruz obtém liminar que suspende Assembleia Geral e torcedores recorrerão

Higuaín deixa a Itália e retorna à Argentina por causa do COVID-19

Por meio do Twitter, o Tricolor baiano informou que a Secretaria de Saúde já vistoriou o Fazendão e aprovou o local. A disponibilidade foi enaltecida pelo governador Rui Costa pela mesma rede social. "Casa do Bahia até janeiro, o Fazendão tem 125.000 m2 e 3 pavilhões com salas e 28 quartos", publicou o clube.

O Furação paranaense disponibilizou o gigantesco e famoso CT do Caju e a recém-reformada Arena de Baixada. Os respectivos centros de treinamentos também foram liberados pelo Santos, São Paulo e Corinthians. No caso do Tricolor Paulista, o equipamento localizado no bairro da Cotia, que é destinados aos pratas da casa.

O Timão também cedeu o Parque São Jorge enquanto o Cruzeiro liberou para utilização dos pacientes da Covid-19 as sedes sociais nos bairro da Pampulha e Barro Preto. O Peixe destacou a possibilidade do prefeitura usar o Salão Mármore para criação de um hospital provisório.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias