DINHEIRO

Jogadores dos clubes do interior solicitam ao sindicato a antecipação do pagamento do direito de arena

Com a paralisação do futebol por conta do coronavírus, atletas de Decisão e Vitória pediram ajuda ao sindicato para receber antecipadamente o direito de arena e diminuir o aperto financeiro que passam

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 25/03/2020 às 19:29
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Decisão estava atuando em Caruaru, no Pernambucano - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Com a paralisação do futebol por conta do coronavírus e a indefinição para um possível retorno ás atividades ainda perdura, alguns jogadores de clubes pernambucanos estão pedindo 'socorro' ao Sindicato dos Jogadores Profissionais de Pernambuco. Em conversa com a reportagem do Jornal do Commercio, o presidente da entidade, Ramón Ramos, ex-atacante do Santa Cruz, confirmou que atletas do Decisão e do Vitória solicitaram a antecipação do pagamento do direito de arena .

Essa verba, que todo jogador tem direito de receber ao final de cada competição, será paga antecipadamente devido a situação delicada que o País atravessa por conta do combate ao covid-19. Muitos desses atletas estão com os salários atrasados e, essa pequena quantia, chegaria numa boa hora. "Estamos atendendo o pedido que nos foi feito de pagar o direito de arena para aliviar um pouco a vida do pessoal do interior. Normalmente, só pagamos no final do campeonato, mas o dinheiro já chegou na conta do sindicato e vamos repassar. Quem nos procurou foi o pessoal do Decisão e do Vitória, que estão pedindo essa quantia para sobreviver nesse momento delicado que estamos passando e entendemos isso. Estou preparando tudo para que até sexta-feira possa repassar pra eles o direito de arena dos últimos jogos. No caso, o Decisão jogou nove partidas e o Vitória oito. Como cada um vai disputar 13 jogos no total, até o final do Pernambucano (se retomar) pagamos os jogos restantes: quatro a um e cinco a outro", explicou Ramón.

Ainda de acordo com o presidente do sindicato dos jogadores, se os jogadores de outros clubes solicitarem a antecipação do direito de arena, também serão atendidos. "O dinheiro é deles. Vai para cada jogador. Depositamos e o dinheiro cai direto na conta deles. Cada jogador recebe o seu. Por enquanto, só o Decisão e o Vitória se manisfestaram, mas se outros nos procurarem, sem problema, faremos o deposito também", garantiu.

FÉRIAS COLETIVAS

Com relação a segunda proposta feita pela Comissão Nacional de Clubes de férias coletivas (redução de 25% no salário da carteira e direito de imagem no período de férias, com 20 dias sendo gozados de 1º a 20 de abril, com os 10 restantes somente em dezembro), os jogadores dos clubes de Pernambuco preferiram não se manifestar sobre tema e vão aguardar uma proposta concreta de suas respectivas diretoria. "Os jogadores ficaram na mesma posição da primeira proposta... Não querem se manifestar e, sim, aguardar uma posição de Náutico, Santa Cruz e Sport, esperar serem convocados para uma reunião entre eles para ver o que os clubes vão propor. Eles (atletas) preferem decidir dessa forma", explicou Ramon Ramos.

O advogado do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Pernambuco, Dr. Arthur Pedro Vieira, explicou que a proposta da Comissão Nacional de Clubes serve como um norte para que cada clube tenha um parâmetro a seguir. "Quem vai pagar os jogadores são os clubes. Então, cada clube precisa conversar com os seus jogadores e fazer uma proposta, com base na proposta nacional, mas aperfeiçoando com a realidade de cada clube. Se não fecharem acordo algum, aí o sindicato entra", contou o jurídico.

Comentários

Últimas notícias