FÓRMULA INDY

Tradicional prova das 500 Milhas de Indianápolis é adiada por causa do coronavírus

A corrida estava programada inicialmente para 24 de maio, mas foi adiada para 23 de agosto por causa da pandemia do novo covid-19

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 26/03/2020 às 16:29
Notícia
Foto: Andy Lyons / AFP
500 milhas de Indianápolis foi adiada por conta do covid-19 - FOTO: Foto: Andy Lyons / AFP
Leitura:

A tradicional prova das 500 milhas de Indianápolis, programada inicialmente para 24 de maio, foi adiada para 23 de agosto por causa da pandemia de coronavírus. Será a primeira vez desde 1946 que a corrida não será disputada no fim de semana anterior ao Memorial Day, feriado nacional nos Estados Unidos em homenagem aos militares mortos em combate, programado para a última segunda-feira de maio.

Os treinos livres serão disputados nos dias 13 e 14 de agosto, enquanto a classificação do grid será definida nos dias 15 e 16. No dia 21 será a última prática na pista antes da prova e na véspera da corrida, dia 22, está programada a sessão de autógrafos como parte do "Dia das Lendas".

O adiamento foi algo inevitável, após todas as competições a motor terem cancelado várias de suas etapas pelo mundo, incluindo Fórmula 1 e MotoGP. A corrida de maio seria a primeira de Roger Penske na direção, após ter comprado o Indianápolis Motor Speedway e a Indy Car em janeiro.

"A saúde de nossos participantes e espectadores da prova são a nossa máxima prioridade. Acreditamos que o adiamento é a decisão mais responsável com as condições e restrições que enfrentamos", disse Penske, obrigado a cancelar quatro etapas da Indy (São Petersburgo, Flórida, Long Beach e Texas). A próxima prevista é de 31 de maio, em Detroit.

As 500 Milhas de Indianápolis começaram a ser disputadas em 1911, mas não foram realizadas em 1917, 1918, e de 1941 a 1945 por causa das duas guerras mundiais.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias