REDUÇÃO DE DANOS

Venda de Cristiano Ronaldo é opção para reduzir prejuízo na Juventus, diz jornal italiano

A Juventus anunciou no último sábado (28) que seus jogadores e seu técnico, Maurizio Sarri, concordaram em cortar seus salário

Túlio Feitosa Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 31/03/2020 às 14:53
AFP
FOTO: AFP
Leitura:

Para reduzir o prejuízo causado pelas pausas nas atividades, devido ao coronavírus, a Juventus pode optar por vender Cristiano Ronaldo alegando um custo financeiro alto. Segundo o jornal italiano Il Messaggero, o craque português aceitou cortar o seu salário para ajudar o clube italiano, mas seu futuro na Velha Senhora se tornou incerto.

Ainda de acordo com o jornal italiano, três cenários se abriram para Cristiano Ronaldo na Juventus: a primeira é a venda do jogador, que há uma certa dificuldade, já que o clube de Turim não quer se livrar do camisa 7 por menos de 70 milhões de euros (cerca de R$ 400 milhões) e nenhum clube no mercado estaria disposto a pagar o salário que a Juventus paga ao atleta; a segunda proposta seria ampliar o contrato para mais um ano, ou seja, até 2023, podendo assim propôr uma redução salarial que seria compensada pela longevidade do contrato; o terceiro cenário seria manter o contrato normal, até 2022, sem renovação, o que não mudaria nada no panorama atual da corrida contra o prejuízo.

CORTE SALARIAL NA JUVENTUS

A Juventus anunciou no último sábado (28) que seus jogadores e seu técnico, Maurizio Sarri, concordaram em cortar seus salários após a suspensão do campeonato até pelo menos 3 de abril, como resultado da pandemia do novo coronavírus.

Só o corte de Cristiano Ronaldo irá poupar 10,2 milhões de euros (cerca de R$ 58 milhões) ao clube italiano.

Comentários

Últimas notícias