Crise

Associação Nacional dos Árbitros de Futebol pede socorro financeiro à CBF

Entidade é presidida por Salmo Valentim, que já integrou o quadro local de arbitragem

Luana Ponsoni
Cadastrado por
Luana Ponsoni
Publicado em 31/03/2020 às 15:38 | Atualizado em 01/04/2020 às 13:55
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Léo Simão Holanda, árbitro do Jogo entre Santa Cruz x Botafogo ( PB) valido pela Copa do Nordeste , partida realizada no Estádio do Arruda, Recife, Pernambuco. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O presidente Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim, enviou ofício, redigido no último dia 25, à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em que solicita adiantamento de valores à entidade, de modo que os salários dos árbitros sejam arcados pelos próximos três meses. Como justificativa ao repasse, o ex-árbitro do quadro estadual listou as dificuldades enfrentadas pela categoria desde o dia 15 de março. Na ocasião, a entidade máxima do futebol no País anunciou a suspensão de todos os campeonados sob sua chancela em razão do surto do novo coronavírus.

>>Presidente do Santa Cruz otimista com socorro financeiro da CBF aos clubes da Série C

>>Clubes da Série D enviam documento pedindo ajuda à CBF

>>Náutico confirma férias e redução salarial de atletas por causa da paralisação

No documento, a ANAF estipula que a CBF envie os recursos pelo perído de três meses, pois esse é o tempo estimado pelo Ministério da Saúde para a duração da pandemia no Brasil. Cada categoria de árbitro recebereia um valor diferenciado. Essa ajuda corresponderia a um adiantamento da confederação à associação, que se comprometeria em fazer o devido repasse e prestação de contas.

VALORES

"Que os árbitros da FIFA recebam R$ 2.000,00 (dois mil reais); os árbitros do quadro CBF categorias (A e B) recebam R$ 1.000,00 (mil reais); e os demais das categorias (C e D), recebam R$ 500,00 (quinhentos reais). 3) A entidade classe não só se responsabiliza pelo repasse, como também, pela rigorosa prestação de contas caso o pleito, expostas as necessidades acima, seja autorizado por esta presidência. 4) O aporte se daria em caráter de “adiantamento” das taxas de arbitragem, tendo o devido desconto legal quando as competições reiniciarem", diz parte do documento enviado pela ANAF à CBF. 

Comentários

Últimas notícias