Olimpíada 2020

Fifa aumenta limite de idade para atletas do futebol masculino para Jogos de Tóquio

Com isso, Seleção Brasileira Olímpica poderá contar com novamente com 11 jogadores que vinham sendo convocados regularmente

Agência Estado
Agência Estado
Publicado em 03/04/2020 às 21:23
Lucas Figueiredo/CBF
Na última rodada do quadrangular final, Brasil fez 3x0 nos hermanos e carimbou passaporte para Jogos Olímpicos - FOTO: Lucas Figueiredo/CBF
Leitura:

A Fifa estendeu, nesta sexta-feira, o limite de idade para o torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, remarcados para o ano que vem devido à pandemia de coronavírus.

A regra olímpica alterada na sexta-feira mantém os "jogadores nascidos em ou após 1.º de janeiro de 1997" elegíveis para o evento, após seu adiamento em 2021 na semana passada, em decisão tomada pelo Comitê Olímpico Internacional e pelas autoridades japonesas.

Isso significa que os jogadores elegíveis para o torneio sub-23 que seria realizado em 2020 poderão ainda atuar no Japão aos 24 anos em 2021. Com isso, a seleção brasileira poderá contar com 11 atletas que estavam presentes na última convocação da seleção olímpica por André Jardine e estourariam o limite inicial com o adiamento dos Jogos de Tóquio.

São eles: os goleiros Cleiton (Red Bull Bragantino) e Lucas Perri (São Paulo); os zagueiros Gabriel (Lille), Luiz Felipe (Lazio) e Lyanco (Torino); os laterais Caio Henrique (Grêmio) e Ayrton Lucas (Spartak Moscou); e os meio-campistas Lucas Paquetá (Milan), Matheus Henrique (Grêmio), Maycon (Shakthar Donetsk) e Wendel (Sporting). Além deles, Gabriel Jesus e Bruno Guimarães, chamados por Tite para a seleção principal, também passar a ter condições de atuar em 2021.

As 16 equipes masculinas também podem selecionar três jogadores acima da idade em suas listas. Os principais favoritos ao título do torneio são Argentina, Brasil, França, Alemanha e Espanha.

Comentários

Últimas notícias