vela

Regata Recife-Fernando de Noronha 2020 é confirmada para outubro

A data da competição foi acertada entre Cabanga Iate Clube de Pernambuco, organizador da competição, o Governo do Estado e a Administração de Fernando de Noronha

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 26/06/2020 às 18:18
Notícia
Everest Imagens
A 31ª edição da regata Recife/Fernando de Noronha, em 2019, teve a vitória do barco pernambucano Patoruzú. - FOTO: Everest Imagens
Leitura:

Em meio à reabertura gradual em algumas cidades de Pernambuco por causa da pandemia do novo coronavírus, a data para a disputa da Regata Recife-Fernando de Noronha 2020 (Refeno) foi confirmada nesta sexta-feira (26). A largada da 32ª edição será no dia 10 de outubro, um sábado. A Refeno parte do Marco Zero, no Recife, e segue uma travessia de 300 milhas náuticas, o equivalente a 560 quilômetros, até o Mirante do Boldró, na ilha.

A decisão pela data foi tomada após reunião e acordo entre o Cabanga Iate Clube de Pernambuco, organizador da competição, o Governo do Estado e a Administração de Fernando de Noronha. Para que a edição aconteça, será preciso seguir todas as recomendações das autoridades sanitárias. Os velejadores participantes terão que realizar o teste para a covid-19 e ter resultado negativo. Além disso, será publicado um protocolo sanitário.

As inscrições ainda podem ser realizadas. As disputas desse ano serão nas classes ORC, IRC, RGS, VPRS, Mocra, Catamarã, Trimarã, Aço, Alumínio, Bico de Proa, Aberta, Turismo e Clássicos.

Até agora, 112 barcos já foram inscritos, sendo três estrangeiros (Argentina, Uruguai e Espanha) e os outros representando 17 estados do Brasil. São 17 veleiros pernambucanos inscritos. Na edição 2019, por exemplo, foram 89 embarcações, com mais de 700 velejadores. O Fita Azul foi o pernambucano Patoruzú, trimarã comandado por Higínio Marinsalta, que concluiu a travessia em 27 horas, 45 minutos e 35 segundos.

COVID-19

A Ilha de Fernando de Noronha confirmou 70 casos do novo coronavírus, sem mortes. O arquipélago agora reabre bares, restaurantes e lanchonetes, que podem operar com 50% da capacidade. Já no estado de Pernambuco, já são 55,8 mil casos da covid-19, com 4,6 mil óbitos.

Comentários

Últimas notícias