pós-pandemia

COB mira Olimpíada de Tóquio e enviará atletas para treinamentos na Europa

Entidade brasileira quer proporcionar aos atletas condições adequadas de treino após a pandemia do novo coronavírus

Gabriela Máxima
Cadastrado por
Gabriela Máxima
Publicado em 02/06/2020 às 7:47
ARIS MESSINIS / POOL / AFP
DÚVIDAS Após o primeiro adiamento, Olimpíada foi remarcada para ocorrer entre 23 de julho e 8 de agosto - FOTO: ARIS MESSINIS / POOL / AFP
Leitura:

Pensando na preparação dos atletas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou que enviará cerca de 200 competidores para períodos de treinos na Europa, entre os meses de julho e dezembro. A proposta da entidade é proporcionar aos atletas um ambiente adequado para a evolução em seus esportes depois do período conturbado marcado pela pandemia do novo coronavírus. O COB ainda não divulgou a lista dos atletas selecionados.

O presidente do COB, Paulo Wanderley, explicou a ideia. "O COB entende o momento peculiar que todo o mundo está passando, com impacto direto em todos os segmentos da sociedade, inclusive o esporte. Nesse sentido, cumprimos nosso papel de manter o sistema olímpico saudável e oferecer a nossos atletas as melhores condições de treinamento e performance, com a máxima segurança", disse.

De acordo com a entidade, atletas e suas equipes serão bancados em países europeus por seis meses pelo Programa de Preparação Olímpica, que conta com R$ 15 milhões no orçamento deste ano. O COB vai pagar passagem, hospedagem e alimentação. Ainda não há informações sobre o processo de escolha dos contemplados pelo programa.

"Para o COB, é preocupante ver nossos atletas sem condição de treinamento em virtude da necessidade real de mantermos o isolamento para controle da pandemia no país. Sabemos o quão importante é vencermos a batalha contra o coronavírus, ao mesmo tempo que trabalhamos para que o Time Brasil esteja em pé de igualdade com seus principais adversários", disse Marco Antônio La Porta Jr, vice do COB e o chefe de missão nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Portugal será o primeiro país que receberá os brasileiros. "Temos uma relação estreita com o Comitê Olímpico Português e já tínhamos iniciado as negociações para a Missão Paris 2024. Com a pandemia, acreditamos que usar as instalações esportivas portuguesas nos permitirá oferecer aos atletas locais seguros e de alto nível para que retomem suas atividades", afirmou o diretor geral do COB, Rogério Sampaio.

 

Comentários

Últimas notícias