torcida organizada

Presidente de torcida organizada do Sport é preso nesta terça-feira

Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira as Operações Returno I e Returno II com o total de 11 mandados

JC
JC
Publicado em 15/09/2020 às 8:42
Notícia

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Operações Returno I e Returno II da Polícia Civil de Pernambuco - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O presidente da Torcida Jovem do Sport, que não teve o nome divulgado pela polícia, foi preso na manhã desta terça-feira durante Operações Returno I e Returno II da Polícia Civil de Pernambuco. O líder da uniformizada foi encontrado no bairro de Monsenhor Fabrício, tentou fugir, mas foi encontrado pelos policiais na casa de um vizinho. Entre os crimes investigados pela polícia está a confusão promovida pelos membros da uniformizada na festa de aniversário do Santa Cruz, no último mês de fevereiro. Na ocasião, a uniformizada promoveu quebradeira e tumulto no bairro da Boa Vista.

>> Polícia prende membros da torcida organizada que promoveu confusão em festa de aniversário do Santa Cruz

>> Evandro Carvalho diz que envolvidos em tumulto na festa do Santa Cruz deveriam ser executados

>> Milton Bivar nega relação do Sport com torcida organizada

Já na casa do presidente da Jovem a Polícia Civil apreendeu vários materiais pertencentes a torcidas organizadas como almofadas, camisas, brindes, bandeiras. Tudo foi encaminhado para a sede do Comando de Operações e Recursos Especiais, o Core.

Durante as operações deflagradas nesta terça-feira (15) para prender integrantes das torcidas, policiais apreenderam um caderno de contabilidade que estava na casa do presidente da Torcida Jovem do Sport - um dos presos nesta manhã. Nas anotações, havia nomes de políticos que atuam no Estado e valores supostamente doados à organização. O material será analisado e eles também serão investigados.

"A gente está analisando o caderno, porque há uma movimentação financeira, supostamente de doações feitas por vereadores do Recife e deputados estaduais. A gente vai verificar se se trata de alguma contabilidade legal ou se alguém está financiando atividades ilegais. Já temos alguns nomes e sabemos que há doações recentes. Se for o caso, vamos intimar essas pessoas e elas podem vir a responder por associação criminosa", afirmou o delegado Joel Venâncio, gestor do Comando de Operações e Recursos Especiais (Core).

De acordo com a Polícia, os investigados são suspeitos pelos crimes de dano ao patrimônio, lesão corporal e corrupção de menores. A Polícia Civil de Pernambuco cumpriu 11 mandados de prisão, sendo sete da Operação Returno I e quatro da Returno II no Recife, Camaragibe, Abreu e Lima e Itamaracá, além de oito mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela 1ª Vara Criminal do Recife.

As operações são presididas pelo delegado Paulo Moraes, titular da Delegacia de Repressão à Intolerância Esportiva (DPRIE), subordinada ao Comando de Operações e Recursos Especiais (Core). A Polícia Civil divulgará detalhes das operações em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira.

Torcedor do Náutico é agredido

Além da confusão causada na festa de aniversário do Santa Cruz , os membros da torcida organizada são investigados pelo caso de agressão ao torcedor do Náutico no dia 19 de janeiro deste ano. Na ocasião, o alvirrubro foi abordado por integrantes da uniformizada quando estava em sua moto. Eles roubaram a camisa do Náutico do torcedor.

Além dos episódios de violência no início do ano, os membros das uniformizada podem responder criminalmente por dar continuidade às atividades da torcida organizada. Vale lembrar que as torcidas organizadas estão extintas em Pernambuco desde fevereiro de 2020.

REPRODUÇÃO/TV JC
Ao todo, onze mandados de prisão foram expedidos contra membros de torcidas organizadas - FOTO:REPRODUÇÃO/TV JC

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias