Santa Cruz vai com força máxima

SÉRIE C Já classificado para a próxima fase em primeiro lugar, Santa Cruz visita o Jacuipense

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 30/11/2020 às 2:00
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
PÓS-COVID Martelotte indicou a possibilidade de Didira voltar ao time - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Com a classificação para a próxima fase da Série C já assegurada como primeiro colocado do Grupo A, o Santa Cruz encara o Jacuipense hoje com força máxima, pela 17ª rodada da 1ª fase. A bola rola às 20h, no estádio de Pituaçu, em Salvador. O técnico Marcelo Martelotte sinalizou que não há mais necessidade para fazer testes no elenco tricolor e a tônica agora é escalar o time que entrará em campo na fase decisiva da competição nacional.

O Santa Cruz atualmente é líder absoluto do Grupo A com 36 pontos, seis a mais que o vice-líder Remo. Para o treinador Martelotte as duas partidas que faltam para o encerramento da primeira fase serão aproveitadas para preparar a equipe para as decisões da Série C. Afinal, nos bastidores do clube o discurso prega "pés no chão" e afasta qualquer pensamento sobre favoritismo ou relaxamento. O foco do time é o acesso à Série B, algo que só será definido no quadrangular.

Em entrevista coletiva antes da partida, o comandante coral disse que já fez todos os testes possíveis ao longo da competição e agora é momento de organizar o grupo visando ao quadrangular final. "Quanto ao modelo de jogo, o que tinha que ser testado já foi testado. A gente teve algumas variações durante a competição. Nós utilizamos quase todos os jogadores do nosso elenco. A ideia agora é voltar ao que a gente tem que ser e voltar ao modelo que a gente deve utilizar na próxima fase". analisou.

Contra o Jacuipense, o time coral deve contar com o retorno de Didira, recuperado de covid-19 após mais de 10 dias de isolamento. Martelotte não confirmou a escalação do atleta entre os titulares, mas falou com otimismo sobre os treinos que o meia realizou desde a última quinta-feira, quando foi liberado pelo departamento médico.

O treinador fez uma comparação com Chiquinho, que também voltou a reintegrar o grupo após diagnóstico do novo coronavírus na semana passada. "São situações diferentes. Didira ficou apenas um jogo fora e a volta do Didira foi numa quinta-feira para um jogo na segunda-feira. E Chiquinho voltou aos treinos numa quinta para um jogo no sábado. Ou seja, Dirira terá dois períodos de treinamento a mais antes da partida e isso dá um tempo maior para decidir como utilizaremos Didira na partida", observou.

Adversário de hoje do Santa Cruz, o Jacuipense está em sétimo lugar, com 21 pontos. Não pode mais se classificar, mas também não corre risco de rebaixamento. Aliás, todas as vagas do Grupo A para a próxima fase foram definidas, uma vez que Remo, Vila Nova e Paysandu se garantiram no fim de semana. O Santa Cruz já estava classificado.

Comentários

Últimas notícias