TÓQUIO 2020

Jogos Olímpicos de Tóquio se mantêm, apesar da situação de emergência

Na última quinta-feira (7), o primeiro-ministro do Japão anunciou estado de emergência por um mês na área metropolitana de Tóquio

AFP
AFP
Publicado em 08/01/2021 às 11:17
Notícia

AFP
A previsão é de que as Olimpíadas Tóquio-2020 tenham início no dia 23 de julho. - FOTO: AFP
Leitura:

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio insistiram, nesta sexta-feira (8), em que este evento esportivo adiado pelo novo coronavírus será realizado no próximo verão, conforme planejado e apesar do governo japonês ter declarado estado de emergência.

>> A menos de 200 dias para Olimpíada, Japão declara estado de emergência em Tóquio

Na última quinta-feira (7), o primeiro-ministro Yoshihide Suga anunciou o estado de emergência por um mês na área metropolitana de Tóquio a partir de sexta-feira, devido a um aumento de casos de coronavírus.

Os responsáveis pelas Olimpíadas Tóquio-2020 já declararam, em diferentes ocasiões, que não haverá um novo adiamento dos Jogos, que devem começar em 23 de julho. E, nesta sexta, reforçaram que o estado de emergência não mudará os planos.

"Esta declaração de emergência oferece uma oportunidade para controlar a situação da covid-19 e conseguir que Tóquio 2020 planeje Jogos seguros para este verão. Em consequência, daremos continuidade aos preparativos necessários", disseram os organizadores em um comunicado.

Na quinta-feira, Suga afirmou que o Japão se comprometeu a organizar Jogos Olímpicos "seguros" e disse estar convencido de que a opinião pública mudará de opinião quando as campanhas de vacinação começarem - o que deve acontecer a partir do final de fevereiro.

O membro do Comitê Olímpico Internacional, Dick Pound, declarou ontem à rede BBC que não poderia "ter certeza" de que os Jogos aconteceriam segundo o planejado, porque as "ondas" de contágio da covid-19 são uma incógnita.

Comentários

Últimas notícias