ESPECIAL COPA DO NORDESTE 2021

Com menor orçamento, clubes emergentes tentarão surpreender na Copa do Nordeste 2021

TÚLIO FEITOSA E MARCOS LEANDRO
TÚLIO FEITOSA E MARCOS LEANDRO
Publicado em 27/02/2021 às 8:35
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
HISTÓRIA Treinador português Daniel Neri foi campeão pernambucano com o Salgueiro - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Com o crescimento da Copa do Nordeste e a valorização dos grandes clubes, a competição se tornou uma oportunidade de se mostrar no cenário nacional. Na edição atual, o Nordestão conta com sete campeões como participantes, além de três clubes sem a Orelhuda na sala de troféus, mas que jogam a Série B do Brasileirão. Por outro lado, também há os que ainda estão em ascensão ou que não chegaram a fazer grandes campanhas nos últimos anos. E querem fazer diferença.

Campeão Pernambucano, o Salgueiro é uma das equipes que buscam um lugar ao sol. Mas os dirigentes reconhecem que a situação está difícil. O Carcará, que já chegou a disputar a Série B em 2011, amarga a Série D. A crise financeira está tão forte que a diretoria chegou até anunciar que não iria para a disputa. Mas voltou atrás da decisão.

"Infelizmente as expectativas não são muito boas. Porque a gente não tem condições de contratar atletas de um nível melhor. E nem a quantidade necessária. Infelizmente a gente irá jogar com o que pode", disse José Guilherme, presidente do Salgueiro.

Acompanhe tudo sobre a cobertura da Copa do Nordeste com o Radar do NE10.

A equipe fez algumas contratações pontuais para compor o elenco. Nomes como Aruá e Evandro, que estavam no Central, chegaram para reforçar o Salgueiro. "Estamos correndo atrás de outros para completar o time, mas dentro da realidade financeira", completou o dirigente.

Estreante da competição, o 4 de Julho chega com um ânimo diferente ao Carcará. A equipe foi campeã Piauiense em 2020 com uma campanha de sete vitórias, seis empates e apenas uma derrota na primeira fase. Mesmo com um orçamento abaixo dos clubes que disputam as Séries A e B, o Gavião Colorado está otimista. "A gente tem um time bastante interessante, humilde e com muita garra. Estamos muito esperançosos em fazer uma boa campanha", ressaltou Valdenor Brito, diretor de Marketing e Comunicação.

Também do Piauí, o Altos é o clube caçula do torneio. Fundado em julho de 2013, o Jacaré está na sua quarta participação. A equipe se tornou a melhor colocada do estado no ranking da CBF e concretizou seu crescimento com o acesso para a Série C deste ano. "Trouxemos algumas peças para brigar por cima. É entrar para competir e não entrar por entrar. Ir até onde der e bater de frente com os clubes de cima", pontuou Castelo Neto, diretor de futebol do Altos.

Comentários

Últimas notícias