MILAGRE

Após sobreviver a tragédia da Chapecoense, técnico de aviação escapa com vida de grave acidente de ônibus

O novo acidente aconteceu na rodovia que liga Cochabamba a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia e deixou 21 mortos e 30 feridos

JC
JC
Publicado em 03/03/2021 às 16:32
Notícia

Reprodução/Redes Sociais
Erwin está com feridas no joelho e arranhões nas costas, além de corte que será suturado - FOTO: Reprodução/Redes Sociais
Leitura:

O técnico de aviação Erwin Tumiri, que sobreviveu ao acidente aéreo que vitimou parte da delegação da Chapecoense no ano de 2016 escapou da morte outra vez depois de se envolver em um acidente com um ônibus no quilômetro 72 da rodovia que liga Cochabamba a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. De acordo com jornal Los Tiempos, 21 pessoas morreram e 30 ficaram feridas após a nova tragédia.

Ao comentar o caso, a irmã do técnico de aviação afirmou que ele recebeu outro milagre. "Ele está estável, graças a Deus. Mais uma vez ele foi salvo. Eu estava muito preocupada. Me sinto feliz pelo meu irmão. Ele está com feridas no joelho e arranhões nas costas, está com um corte que vai ser suturado. Conversei com ele, ele disse que está bem. É a força do Senhor, ele sempre cuida de nós no seu tempo", contou ao jornal boliviano. Além de Erwin, outras quatro pessoas sobreviveram ao acidente aéreo que matou 71 pessoas em novembro de 2016.

Relembre a tragédia da Chapecoense

O avião que transportava a Chapecoense-SC para Colômbia, onde disputaria a primeira final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, se acidentou por volta de 22h15 local (0h15 do Recife), no município de La Ceja, perto de Medellín. Um total de 75 pessoas morreram e cinco foram resgatadas com vida após o acidente. Dois jogadores pernambucanos da Chapecoense, Everton Kempes e Cleber Santana, atacante e meia respectivamente, estavam entre as vítimas fatais.

Comentários

Últimas notícias