ILHA DO RETIRO

Caso Gil do Vigor: Sport tem grande chance de mostrar que é mesmo um clube de todos

Sport tem a grande oportunidade de fazer uma campanha de marketing com Gil do Vigor, alvo de áudios tão raivosos de conselheiros do clube.

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 16/05/2021 às 11:45
Artigo
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM @gilnogueiraofc
Gil do Vigor revelou ser torcedor do Sport quando ainda estava no confinamento no BBB 21. - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM @gilnogueiraofc
Leitura:

O repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, deu uma ideia sensacional, que eu assino embaixo. No programa Assunto É Futebol 2º Tempo de sábado (15), ele disse que o Sport tem a grande oportunidade de fazer uma grande campanha de marketing com Gil do Vigor, alvo de áudios tão raivosos de conselheiros do clube. Mostrar que o Leão da Ilha é mesmo plural, como consta na nota divulgada após a explosão do caso, na última sexta-feira (14).

Após ataques a Gil do Vigor, ainda não foi protocolado nenhum pedido de afastamento contra conselheiros do Sport

Mãe de Gil do Vigor desabafa e cobra justiça: "Estou indignada"

Sport publica nota em apoio a Gil do Vigor e garante que providências serão tomadas

Aliás, para quem gosta ou não do BBB, o programa é um sucesso de audiência. E Gil deu grande visibilidade ao Sport ao falar do clube ao vivo para todo o Brasil. Marketing gratuito e que estão tentando tornar desfavorável. Vai entender!

SERIA TÃO BOM...

No fim de 2019, o Jornal do Commercio e o Blog do Torcedor mostraram as histórias de três torcedores, um do Sport, um do Náutico e outro do Santa Cruz, que resistiam ao ambiente hostil contra o público LGBT. Mesmo assim, não desistiam de acompanhar o clube do coração nos estádios. No momento, mesmo em um período de arquibancadas vazias por conta da pandemia do novo coronavírus, tivemos um caso muito triste.

O episódio envolvendo o conselheiro do Sport Flávio Koury e Gil do Vigor, pernambucano e ex-participante do BBB, causa muita dor. Seria tão bom se o futebol fosse realmente plural, como disse o capitão do Sport Patric, seguindo a mesma linha dos também rubro-negros Marquinhos e Tréllez, jogadores do clube que se solidarizaram com o economista Gilberto Nogueira.

O futebol, tão globalizado, ainda pena na luta pela igualdade. Procurado pelo JC para dar a sua versão dos fatos, Flávio Koury alegou que "os áudios vazados foram tirados de contexto e que não tem nada contra homossexuais". Seja como for, as palavras foram muito pesadas e geraram grande reação da torcida rubro-negra. Um fato, sem dúvida, lamentável.

Comentários

Últimas notícias