PROJETO

Ítalo Ferreira quer transformar casa da avó, em Baía Formosa, em instituto de surf

Ainda sem previsão de inauguração, o Instituto Ítalo Ferreira pretende atuar como forma de aproximar o esporte da realidade das crianças de Baía Formosa

JC
JC
Publicado em 27/07/2021 às 11:00
Notícia
Olivier MORIN / AFP / POOL
Ítalo Ferreira fez história ao conquistar medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio - FOTO: Olivier MORIN / AFP / POOL
Leitura:

Inspirar e oferecer oportunidades para viver do esporte. Este é o plano de Ítalo Ferreira, o dono do primeiro ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio. De acordo com o surfista potiguar, o Instituto Ítalo Ferreira em breve estará na ativa e atenderá crianças de Baía Formosa, município localizado no Rio Grande do Norte, onde nasceu e cresceu.

Leia mais:

Conheça Baía Formosa, terra paradisíaca onde nasceu Ítalo Ferreira, do surf

Mantra, orações e família; Ítalo Ferreira agradece ao povo brasileiro pelo ouro no surfe de Tóquio

Baía Formosa para Tóquio: Ítalo Ferreira supera todos os obstáculos e conquista medalha de ouro na Olimpíada

A casa onde morava a avó de Ítalo, Dona Mariquinha, será a sede do espaço solidário. Para ele, esta é uma forma de homenagear a idosa, que morreu há dois anos. "Eu queria que minha avó estivesse viva para ela ver isso. Para ver o que eu me tornei, o que eu consegui fazer pelos meus pais, por aqueles que estão ao meu redor. Não sei, não tenho palavras, só tenho a agradecer, realmente. É algo que eu almejei bastante, que eu sonhei", revelou Ítalo, emocionado, em entrevista à TV Globo. 

Ainda sem previsão de inauguração, o Instituto Ítalo Ferreira pretende atuar como forma de aproximar o esporte da realidade das crianças de Baía Formosa. 

Medalha de ouro

O potiguar de 27 anos, atual campeão mundial de surfe na WSL, dedicou a medalha de ouro à sua família. Ítalo começou a surfar em uma tampa de isopor que o pai usava para vender peixes quando ele ainda era pequeno, no município de Baía Formosa, no Rio Grande do Norte.

Ainda sem cair a ficha do feito histórico que realizou, Ítalo disse estar ansioso para voltar ao Brasil e comemorar junto com os brasileiros que sempre lhe apoiaram.

AFP
Os primeiros medalhistas de surfe na história das Olímpiadas - AFP
AFP
Ítalo Ferreira - AFP
AFP
Ítalo Ferreira - AFP
AFP
Ítalo Ferreira - AFP
AFP
Ítalo Ferreira - AFP

"Eu não queria nem pegar a medalha. Eu queria voltar e dar um abraço em cada um de vocês, que ficaram torcendo. Estou muito grato por tudo. Não só à minha família. Eu recebi uma força imensa de todos os brasileiros que estavam acompanhando. Sei que é de madrugada, muita gente deve estar cansada. Alguns estão indo trabalhar, outros tiraram o dia de folga, mas valeu a pena. Obrigado pela torcida e a gente se vê no Brasil", finalizou.

Baía Formosa

A cidade de Baía Formosa é conhecida pelas suas belezas naturais e praias semi-desertas. Ela fica a 94km de Natal e 220km de Recife, capital pernambucana.

Além das praias, é possível também conhecer trechos de mata atlântica, e um manguezal de dar inveja. Lagoas e trilhas fazem parte das atividades locais, e entre as mais conhecidas está a Lagoa Araraquara, também chamada de Lagoa Coca-Cola, por causa da cor escura.

Sendo o berço de um dos maiores surfistas do mundo, Baía Formosa também concentra a maior reserva de Mata Atlântica preservada no Rio Grande do Norte. A área de 2.000 hectares fica na Mata da Estrela, com visitação restrita. Ainda assim, vale a pena conhecer o local.

Comentários

Últimas notícias