TÓQUIO 2020

Isaquias e Jacky não reagem na final da canoagem e terminam na quarta colocação

A dupla acabou ficando fora do pódio da C2 1000 metros da canoagem velocidade

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 03/08/2021 às 0:03
Notícia
AFP
Isaquias Queiroz e Jacky Godmann disputaram a final do C2 1 000 metros da canoagem velocidade - FOTO: AFP
Leitura:

Com Estadão Conteúdo

Na disputa pela final da C2 1000 metros da canoagem velocidade, na noite desta segunda-feira (2), a dupla brasileira Isaquias Queiroz e Jacky Godmann acabaram ficando apenas com a quarta colocação e não conseguiram conquistar a medalha da categoria.

Isaquias e Jacky largaram bem na prova e estavam entre as três primeiras colocações nos primeiros 250 metros, mas logo foram perdendo o pique ainda antes da metade da prova. Esperava-se que a dupla brasileira retomasse a posição no pódio na reta final, mas a briga pelo topo também estava muito acirrada.

Os cubanos Serguey Torres Madrigal e Fernando Jorge Enriquez bateram o recorde olímpico e conquistaram a medalha de ouro, seguidos dos chineses Hao Liu e Pengfei Zheng, que chegaram a liderar boa parte da prova. Os alemães Sebastian Brendel e Tim Hecker ficaram com a medalha de bronze.

Isaquias e Jacky haviam estreado em Tóquio na noite de domingo, numa performance abaixo do esperado na fase classificatória. Poderiam ter ido direto à semifinal se terminassem a bateria entre os dois melhores, mas ficaram apenas em terceiro. Assim precisaram voltar ao Sea Forest no mesmo dia para disputar as quartas de final, quando não decepcionaram.

Tanto nas quartas, no domingo, quanto na semifinal, nesta segunda (pelo horário de Brasília), eles adotaram a cautela e usaram da estratégia para evitar maior desgaste. Ou seja, não venceram e fizeram apenas o necessário para avançar, guardando energia para a grande final.

Primeiro brasileiro a conquistar três medalhas numa mesma edição dos Jogos, no Rio-2016, Isaquias chegou a Tóquio com status de favorito ao pódio. E avisou que sua busca é pelo ouro, que deixou escapar no Rio de Janeiro, quando faturou duas pratas, uma delas justamente no C2 1000 e a outra no C1 1000, e um bronze, no C1 200, prova que deixou o programa olímpico.

Na capital japonesa, o canoísta vai disputar ainda a C1 1.000m. As eliminatórias e as quartas de final da prova estão marcadas para a noite de sexta-feira. No sábado, serão realizadas as semifinais e a final.

Comentários

Últimas notícias