Demissão

Com desempenho ruim e afundado no Z4, Náutico demite técnico Gilson Kleina

Treinador teve um começo bastante animador com o Alvirrubro, mas a derrocada iniciou em outubro e o time não conseguiu mais se encontrar

JC
JC
Publicado em 17/11/2020 às 23:21
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Técnico deixa o Alvirrubro com apenas 33,3% de aproveitamento em 17 jogos - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Durou pouco mais de dois meses e meio a passagem do técnico Gilson Kleina pelo Náutico. O treinador não resistiu a mais uma derrota na Série B, com o revés sofrido no duelo contra o Sampaio Corrêa, fora de casa, por 2x1, com um gol sofrido aos 51 minutos do segundo tempo. A informação já foi cravada pelo repórter Antônio Gabriel na Rádio Jornal. A expectativa era que a direção alvirrubra tivesse confirmado o distrato nesta terça-feira, mas os trâmites financeiros da rescisão adiaram o anúncio para a tarde desta quarta-feira, às 14h, em pronunciamento oficial da cúpula alvirrubra. 

Apesar de ter apresentado um início bom como Alvirrubro, o desempenho da equipe caiu drasticamente, acumulando apenas um vitória nas últimas 12 partidas. Ao todo, comandou o Timbu em 17 jogos, com quatro triunfos, cinco empates e oito derrotas. Um aproveitamento desapontador de apenas 33,3%.

LEIA MAIS

Calvário: Náutico perde para Sampaio Corrêa com gol aos 51 do segundo tempo

Vice-presidente jurídico do Náutico detalha dívida de R$ 43 milhões em reclamações trabalhistas

O início do Náutico com Gilson Kleina foi bastante animador. O treinador conseguiu três vitórias, um empate e uma derrota nos três primeiros jogos. Apresentando um futebol ofensivo, com marcação forte na saída de bola do adversário, o Alvirrubro deu mostras de que poderia ter um bom caminho nesta Série B. Chegou a ficar na nona colocação do campeonato, mas daí em diante o calvário começou e o time nunca mais conseguiu mostrar a mesma qualidade dos primeiros jogos.

Depois a derrocada veio justamente quando o time ficou mais de dez dias sem atuar por conta do adiamento do jogo contra o Sampaio Corrêa, válido pela 11ª rodada da Série B. Daí em diante, o Náutico lutou contra diversos problemas, muitos deles passando pelos vários desfalques que a equipe passou a ter por conta de lesões, suspensões e casos de covid-19. Inclusive, o próprio treinador foi um dos que adquiriu a doença e ficou 14 dias em isolamento.

Com a saída de Gilson Kleina, o auxiliar técnico da casa, Dudu Capixaba, assume interinamente o Náutico. Agora, a diretoria busca o nome que será o terceiro comandante do clube na temporada. Antes de Kleina, Gilmar Dal Pozzo comandou o Timbu e foi demitido após as eliminações da Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano, somados ao começo ruim da Segunda Divisão.

Comentários

Últimas notícias