TIMBU

Após derrota do Náutico, Hélio dos Anjos detona arbitragem de Pernambuco: 'não tem capacidade'

O Náutico perdeu para o Sport por 3 a 0, na tarde deste domingo (2), na Ilha do Retiro

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 02/05/2021 às 20:30
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Lances do jogo de futebol Sport X Náutico, válido pelo CampeonatoPernambucano, na Ilha do Retiro. - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Após a primeira derrota do Náutico na temporada, o técnico alvirrubro, Hélio dos Anjos, não poupou críticas à arbitragem pernambucana. Para o treinador, os árbitros do Estado são mal preparados e, por isso, ele não gostaria de tê-los apitando jogos do Timbu na reta final do Campeonato Pernambucano 2021. O Náutico perdeu para o Sport por 3 a 0, na tarde deste domingo (2), na Ilha do Retiro.

“A arbitragem de Pernambuco não tem capacidade. Por mim, o Náutico deveria pedir arbitragem de fora nesta reta final. Não falei isso com a diretoria, falo por mim”, declarou Hélio, afirmando entender a decisão do Sport em solicitar que a arbitragem local não atuassem em jogos do Leão.

“(Sobre) a postura que o Sport teve de requisitar árbitros de fora pressionou a arbitragem pernambucana, não tiro a razão. Hoje, eu, publicamente, quero dizer que não gostaria em hipótese alguma de ter árbitros de Pernambuco nos jogos finais. Infelizmente, eles são mal preparados. Arbitragens tecnicamente sofríveis. Não podemos aceitar isso em Pernambuco”, disparou o treinador. "Olha o que aconteceu hoje. Erros em um jogo que não valia nada. Você imagina bem, a semana toda valendo decisão, valendo título, com a arbitragem o que vai acontecer", completou.


Esta não é a primeira vez que Hélio dos Anjos tece críticas ao corpo de árbitros do Estado. Na quarta-feira (28), depois do empate do Timbu com o Afogados, ele chegou a dizer que não tem “nada contra a arbitragem pernambucana, mas certas coisas precisam acabar”.

"Não precisa se desesperar"

Também após a partida contra o Sport, o atacante Kieza, afirmou não sentir impacto algum causado pela derrota deste domingo e pregou tranquilidade, defendendo que não se deve superdimensionar o placar de 3 a 0 a favor do adversário.

"Nenhum (impacto). Precisamos ter tranquilidade na hora de vencer, de perder, de empatar. A gente iria perder uma hora ou outra e, infelizmente, aconteceu no clássico. Mas tem que manter a cabeça no lugar, a gente sabe que não fez um bom jogo", afirmou Kieza. “Não precisa se desesperar. Pensar no próximo jogo. E voltar a vencer. O mais importante é isso”, completou o artilheiro do Pernambucano com sete gols.

O Náutico espera agora pelo resultado da partida entre Santa Cruz e Afogados, no meio de semana. Quem vencer encara o Timbu no próximo final de semana, nos Aflitos, na semifinal.

Comentários

Últimas notícias