100%

Invicto na Série B: Náutico vence o Guarani e garante mais três pontos fora de casa

Em três jogos na Série B de 2021, o Náutico teve três vitórias

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 11/06/2021 às 23:49
Notícia
CELSO CONGILIO/GUARANI FC
A vitória alvirrubra teve gols de Vinícius, Kieza e Erick. - FOTO: CELSO CONGILIO/GUARANI FC
Leitura:

O Náutico segue invencível na Série B do Campeonato Brasileiro, são três jogos e três vitórias. Os alvirrubros enfrentaram e venceram o Guarani por 3x1, na noite desta sexta-feira (11), no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. A partida teve gols de Vinícius, Kieza e Erick, para o Náutico, e de Régis, ex-Sport, para o Guarani.

Com a vitória, o Náutico chegou a nove pontos e assumiu a liderança da Série B, pelo menos por enquanto, já que o duelo entre o Bugre e o Timbu foi apenas o segundo jogo da terceira rodada. Depois de dois jogos fora de casa, o alvirrubro terá também dois jogos no estádio dos Aflitos. Na próxima terça-feira (15), às 19h, recebe o Vila Nova, pela 4ª rodada e, no domingo (20), às 16h, o Botafogo, pela 5ª rodada.

O jogo

Guarani e Náutico fizeram um primeiro tempo intenso. A partida começou quente, com o Náutico mordendo. Mesmo sendo visitante, o Timbu pressionava e tomava a iniciativa, pressionando bastante o dono da casa. Durante a primeira metade do primeiro tempo, os alvirrubros estavam melhores no jogo.

Pressionando a saída de bola do Guarani, o Náutico não deixava o adversário jogar. Além disso, o time comandado por Hélio dos Anjos também explorava bem o lado esquerdo, armando as jogadas com Bryan, apoiado por Jean Carlos e Vinícius.

Aos 13 minutos, Jean Carlos cobrou uma falta para o Náutico, na intermediária de ataque. Ele chutou forte, a bola desviou na barreira e saiu. Escanteio para o Timbu. O próprio Jean cobrou, levantando a bola para Vinícius cabecear, mas mandar por cima da meta, assustando o goleiro do Guarani. A equipe pernambucana não conseguia furar a defesa do Bugre. E o Guarani, então, começou a reagir no jogo.

Mesmo com a melhora do time da casa, o Timbu ainda era levemente superior em campo e mantinha o controle do jogo. Mas com a crescente, o Bugre começou a levar mais perigo para a meta de Alex Alves. Aos 28 minutos, Davó invadiu a área, depois de receber passe de Régis, e finalizou, mas o goleiro alvirrubro defendeu. Guarani e Náutico foram para o intervalo empatados em 0x0.

A reação do Guarani na reta final do primeiro tempo foi suficiente para o técnico Daniel Paulista não mexer na sua equipe para o segundo tempo. Hélio dos Anjos, por sua vez, também voltou com o mesmo time para a etapa complementar. Dos dois lados, a ninguém mais interessava o placar sem gols.

Com quatro minutos do segundo tempo, Jean Carlos fez grande passe para Vinícius, na esquerda, que invadiu a área e bateu de canhota, anotando o primeiro gol do Náutico no jogo. Aos dez minutos, porém, o Guarani respondeu. Bidu fez o cruzamento para Régis, na área, ele se livrou da defesa, chutou e Alex Alves não conseguiu defender. Tudo igual no placar outra vez.

Foi quando a postura ousada do Náutico mesmo como visitante fez diferença. Mantendo a pressão no Guarani, o Timbu conseguiu emendar uma sequência de três escanteios perigosos. No terceiro, aos 15 minutos, Kieza aproveitou o rebote da defesa e chutou forte para fazer 2x1 para o Náutico. Apenas dois minutos depois, Erick cruzava a bola dentro da área e a bola bateu no braço de Rodrigo Andrade, volante do Guarani. O árbitro marcou pênalti, Erick cobrou e fez 3x1 para o Timbu.

Quando o jogo chegou na casa dos 30 minutos, uma confusão durante a substituição de Júlio César, do Guarani, deixou o Náutico também em vantagem numérica de jogadores. O jogador do Guarani discutiu com a arbitragem e recebeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, um cartão vermelho, deixando o Bugre com um a menos, já que ele foi advertido antes que a substituição fosse concluída.

Com boa vantagem no placar, o Náutico tinha a opção de administrar o resultado, mas seguia buscando jogo e continuava tendo um adversário também disposto em campo, apesar de ter um homem a menos.

Ficha do jogo:

Guarani: Gabriel; Pablo (Diogo Mateus), Thales, Carlão e Bidu; Rodrigo Andrade (Tony), Bruno Silva, Bruno Sávio (Lucão do Break), Régis e Júlio César; Davó (Matheus Souza). Técnico: Daniel Paulista

Náutico: Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner Leonardo e Bryan; Rhaldney (Marciel), Matheus Trindade, Erick (Giovanny), Jean Carlos (Luiz Henrique) e Vinícius (Rafinha); Kieza (Paiva). Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: estádio Brinco de Ouro, Campinas.

Horário: 21h30

Árbitro: Jonathan Antero Silva (RO).

Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Adenilson de Souza Barros (RO).

Gols: Vinícius (Náutico), aos 4 minutos do segundo tempo; Régis (Guarani), aos 10 minutos do segundo tempo; Kieza (Náutico), aos 15 minutos do segundo tempo; Erick (Náutico), aos 17 minutos do segundo tempo;

Cartões amarelos: Hereda (Náutico); Thales (Guarani); Rodrigo Andrade (Guarani); Bruno Sávio (Guarani); Júlio César (Guarani) (2x);

Cartões vermelhos: Júlio César (Guarani).

Comentários

Últimas notícias